Mata Baratas e Moscas Eletrônico (ART3066)

Eis uma montagem muito simples, que aproveita totalmente material de sucata e que pode ser de utilidade, se na sua casa as baratas e moscas andam incomodando! Urna armadilha fulminante, que dá descargas de alta tensão nestes incômodos insetos.

Em açougues, padarias e outras dependências comerciais podem ser vistas “armadilhas" para insetos que, com a ajuda de uma luz especial, os atraem e, com um transformador de alta tensão, os fulmina quando eles tentam passar por entre uma grade de metal. (figura 1)

 

Mata Baratas e Moscas Eletrônico
Mata Baratas e Moscas Eletrônico

 

Estas armadilhas dão descargas que podem ir de 1 000 a 2 000 volts, o que é fatal para qualquer tipo de inseto.

O que propomos é uma descarga de menor tensão, mas ainda assim elevada, que pode ser obtida de um componente que já estudamos em artigos passados e que pode ser facilmente encontrado em velhos rádios e televisores que usam válvulas: o transformador de força.

. De fato, um transformador de força, como o mostrado na figura 2, pode ter enrolamentos de alta tensão com valores entre 250 a 450 volts, que permitem, com a utilização dos extremos, obter de 500 a 900 V, o que é mais do que suficiente para fulminar uma barata ou mosca!

 

Mata Baratas e Moscas Eletrônico
Mata Baratas e Moscas Eletrônico

 

É claro que todos os cuidados devem ser tomados para que pessoas ou animais domésticos não venham a tocar inadvertidamente nesta armadilha, pois mesmo não sendo, em principio, fatal, a descarga dada é bastante violenta.

Muito cuidado, portanto, no manuseio e instalação do aparelho!

 

COMO FUNCIONA

Conforme explicado no artigo “O que você precisa saber" da edição Nº 4, velhos rádios podem trazer transformadores de força cujo enrolamento primário tem entradas para a rede local (110 V, 220 V e outras tensões) e existe um secundário de alta tensão para a alimentação das válvulas, com tensões entre 250 V e 450 V.

O transformador é absolutamente necessário na nossa montagem, pois a ligação direta na rede de 110 V ou 220 V é muito perigosa, porque, em caso de curto, não existe proteção nem isolamento. Um choque direto, acidental, seria fatal!

O que fazemos então é uma rede de fios ou uma placa de circuito impresso com trilhas paralelas, por onde o inseto deve passar ou pousar. O contacto deste inseto com as trilhas sob tensão elevada provoca a descarga e a sua morte, conforme mostra a figura 3.

 

Mata Baratas e Moscas Eletrônico
Mata Baratas e Moscas Eletrônico

 

 

Conforme o leitor vai perceber, a tensão elevada é suficiente para causar a circulação de uma corrente pelo inseto que chega a “queima-lo", com a produção de uma “fumacinha”. Trata-se, portanto, de uma descarga realmente fulminante!

Na entrada do circuito colocamos um fusível de proteção que interromperá a corrente se algum objeto de metal cair na armadilha ou uma “criatura" maior, que cause excesso de corrente.

Como as trilhas da armadilha trabalham em aberto, ou seja, só fornecem corrente quando há uma vitima, o consumo do aparelho é muito baixo, podendo ficar ligado durante à noite (ou dia) inteira.

Uma lâmpada neon é agregada ao circuito para indicar seu funcionamento, alertando assim sobre o perigo de toque para pessoas que se aproximem do aparelho.

 

MONTAGEM

Na figura 4 temos o diagrama completo do aparelho.

 

Mata Baratas e Moscas Eletrônico
Mata Baratas e Moscas Eletrônico

 

O aspecto real da montagem é mostrado figura 5.

 

Mata Baratas e Moscas Eletrônico
Mata Baratas e Moscas Eletrônico

 

Observe que a ligação do enrolamento primário (tomada) dependerá da tensão de sua localidade (110 V ou 220 V). Se for 110 V você usa os fios 0 e 110 e se for 220 V você usa os fios de 220.

O secundário de alta tensão tem marcado os valores que vão sair para a armadilha.

O aspecto da armadilha é mostrado na figura 6.

 

Mata Baratas e Moscas Eletrônico
Mata Baratas e Moscas Eletrônico

 

Podemos fazer uma para moscas, especificamente, usando preguinhos e arame comum fino, que serão montados em pares, mas sem encostar uns nos outros, de modo a haver um intervalo entre eles da mesma ordem que o tamanho do inseto, ou seja, uns 4 mm.

O inseto, ao pousar, obrigatoriamente tocará nos dois arames, o que é necessário para haver a descarga.

Outra possibilidade, que se recomenda para baratas e moscas, consiste na placa de circuito impresso com trilhas separadas de 3 ou 4mm.

Feita a ligação dos fios do transformador a armadilha, ela pode ser experimentada.

 

PROVA E USO

Para atrair os insetos para sua armadilha, você tem diversas possibilidades, como deixar cair um pouco de açúcar ou colocar alguma substância doce.

Para verificar se a armadilha está funcionando, você pode encostar nos fios uma lâmpada neon, mas com um resistor de pelo menos 1 M ligado em série.

A lâmpada deve acender em presença da alta tensão.

Para usar a armadilha, coloque sempre no suporte um fusível de 100 a 250 mA.

Instale-a em local que esteja fora do alcance de animais domésticos ou pessoas e avise todos da sua presença, para evitar problemas.

 

T1 - transformador de forca (ver texto)

F1 - 100 a 250 mA - fusível

L1 - lâmpada neon

R1 – 470 k x 1/8 W - resistor (amarelo, violeta, amarelo)

Diversos: cabo de alimentação, base para a montagem, suporte para o fusível, arame fino ou placa de circuito impresso, etc.

 

 


Opinião

Eventos e muito mais (OP212)

Nosso grande destaque deste mês é o nossa Jornada do Desenvolvimento, que ocorrerá em três etapas sendo a primeira a que foi realizada entre 9 e 13 de agosto. Ela foi uma preparação para as demais que devem ocorrer em setembro e outubro, com oficinas de desenvolvimento com o Edukit SigFox e a Franzininho, numa jornada com os próprios criadores.

Leia mais...

Localizador de Datasheets e Componentes


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Podcast INCB Tecnologia