NOSSAS REDES SOCIAIS -

Identificador de Transistores (INS395)

Quantos transistores aproveitados de aparelhos velhos você tem guardado e não sabe de que tipo são nem como podem ser usados? Em muitas montagens, basta saber se um transistor é NPN ou PNP e evidentemente, se está bom, para que o projeto os admita. O que descrevemos neste artigo é um “identificador” de transistores que também os prova, sendo ideal para o leitor que possui estes componentes “aos montes” em sua sucata.

Em montagens simples como radinhos, osciladores, amplificadores para fones ou de baixa potência não importa que tipo de transistor seja usado, desde que suas características gerais estejam dentro de certos limites para que o aparelho funcione. Assim, é comum indicarmos transistores de germânio ou silício, de uso geral, para que uma quantidade enorme de tipos se adapte. A única restrição no caso é que um NPN não pode ser usado em lugar de um PNP, pois sua “polaridade" é diferente.

Mas, se você possui um “monte" de transistores disponíveis, o grande problema de sua utilização é justamente saber se são NPN ou PNP, e finalmente, se estão bons.

Para facilitar a vida dos leitores que poderão usar seus transistores em inúmeros projetos, descrevemos um identificador/provador de transistores.

O uso deste identificador obedece a certo ”ritual" de experimentação, mas uma vez que se chegue ao ponto em que pressionando S1 o LED acenda, teremos chegado ao resultado final com a identificação do tipo do transistor e a disposição dos seus terminais: emissor (E), coletor (C) e base (B).

 

COMO FUNCIONA

Num transistor em bom estado, quando fazemos circular uma pequena corrente pela base para o emissor, aparece ao mesmo tempo uma corrente proporcionalmente maior entre o coletor e o emissor. Esta corrente será tantas vezes maior que a corrente de base quanto for o ganho do transistor.

E claro que, para que tudo isso ocorra, é preciso que os terminais do transistor estejam sujeitos a polarizações que dependem de seu tipo, isto é, ele é NPN ou PNP.

Assim, o que fazemos é experimentar diversas combinações de polarização para o transistor até que “algo" aconteça conforme o previsto e o LED acenda.

Neste ponto, levando em conta a posição da chave NPN ou PNP e as cores das garras presas aos terminais do transistor, podemos estabelecer perfeitamente seu tipo.

O aparelho funciona com 4 pilhas e tem pouquíssimos componentes, o que facilita ao máximo a montagem.

 

MONTAGEM

Na figura 1 temos o diagrama do nosso aparelho e a disposição dos componentes numa ponte de terminais é mostrada na figura 2.

 


 

 

 


 

 

Nesta disposição é muito importante observar a polaridade do LED, dada pela parte chata do invólucro ou terminal mais curto que é o catodo (negativo).

Os resistores são de 1/8 ou ¼ W com qualquer tolerância e a chave é de 2 polos x 2 posições ou HH.

Para as pilhas usamos um suporte comum, e para a ligação ao transistor em prova usamos garras jacaré de cores diferentes.

O interruptor S2 é de pressão tipo "botão de campainha".

O conjunto pode ser instalado numa caixa plástica, conforme mostra a figura 3 em que existem as identificações das garras.

 


 

 

Terminando a montagem, confira as ligações.

 

PROVA E USO

A prova de funcionamento é muito simples: encoste a garra C na garra E. O LED deve acender normalmente nas duas posições da chave S2. Comprovado o funcionamento, para testar um transistor devemos proceder da seguinte forma:

Ligue as garras jacaré no transistor, uma em cada terminal. Se o LED acender na simples ligação, procure inverter duas a duas as garras até obter uma combinação em que o LED não acenda.

Quando isso acontecer, pressione S1. Se e LED não acender, continue tentando nova combinação em que o LED não acenda.

Quando pressionando S1 o LED acender pare: teremos então a combinação de terminais dada pelas garras, ou seja: a garra de coletor estará ligada ao coletor, a de emissor estará no emissor e a de base estará na base.

Para que você tenha uma ideia das combinações, para cada posição da chave PNP ou NPN temos: EBC ECB BEC BCE CEB CBE

Obs.: separe os transistores identificados anotando a disposição dos terminais para quando precisar usá-los.

 

LED - LED vermelho comum

B1 – 6 V - 4 pilhas comuns

S1 - interruptor de pressão

S2 - Chave de 2 polos x 2 posições

R1 - 10k - resistor (marrom, preto, laranja)

R2 - 330 Ω - resistor (laranja, laranja, marrom)

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Novembro chegando (OP197)

Novembro é o mês de encerramento das aulas e com isso, diferentemente do que muitos pensam, as atividades estudantis não terminam. Alguns curtirão suas férias, mas outros ficam para exames e mais ainda, precisam terminar seus TCCs.

Leia mais...

Barco
Quem geralmente diz: Estamos todos no mesmo barco é aquele sujeito que é dono do único salva-vidas a bordo da canoa virada.
Ambroise Bierce (1842 1914) Dicionário do Diabo - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)