O Site do Hardware Livre - OSHW

Gerador de Sinais Retangulares de 100 a 10 000 Hz (INS328)

Monte este útil instrumento para a bancada capaz de produzir sinais retangulares de 100 Hz a 10 000 Hz, de boa intensidade. Com ele você poderá provar amplificadores, rádios e outros equipamentos que trabalham com sinais de áudio e, inclusive, circuitos digitais.

Geradores de sinais que produzem sinais retangulares encontram uma infinidade de aplicações práticas.

De fato, o grande número de harmônicas que sinais retangulares possuem e que se estendem até mesmo à faixa de FM permitem que se utilize o aparelho inclusive na prova de receptores de rádio.

O gerador que descrevemos prima pela sua simplicidade, já que se baseia num único circuito integrado 555, mas possuí um desempenho excelente, sendo por isso ideal para o estudante, para o técnico e mesmo para o engenheiro que não pode investir muito num instrumento de maior custo.

A alimentação é feita com tensões entre 6 e 12 volts que podem vir de fontes, pilhas ou bateria.

 

COMO FUNCIONA

A base do circuito é o integrado 555, um timer que neste caso funciona como um astável de frequência controlada por meio de um potenciômetro.

Uma chave seletora permite a troca de um capacitor que é responsável pelos limites das faixas cobertas.

A saída é feita por um potenciômetro que funciona como divisor de tensão.

Um resistor em série com este potenciômetro serve de limitação para a carga, já que o 555 não admite correntes maiores que 200 mA.

No máximo de intensidade, respeitando-se a impedância da carga, a amplitude do sinal de saída pode chegar bem próximo da tensão da fonte de alimentação, o que é suficiente para excitar a maioria dos circuitos em prova.

Na saída do circuito temos também um LED indicador ligado em paralelo com a fonte, que serve para indicar que o gerador se encontra ligado.

O ponto principal deste projeto é a elaboração da escala que é feita a partir das fórmulas que dão a frequência do 555 astável.

Para a configuração astável mostrada na figura 1, a frequência é dada por:

f = 1,45 / [ (Ra + 2Rb) . C ]

 

Onde:

Ra e Rb são as resistências em ohms Ω

C é a capacitância em farads

 

Figura 1 – 555 astável
Figura 1 – 555 astável

 

Como os resistores e os capacitores usados têm tolerâncias que podem chegar a 20%, não podemos, em princípio, elaborar uma escala absolutamente precisa.

Para o estudante, iniciante ou mesmo técnico reparador, a precisão conseguida com o uso de componentes comuns é suficiente para a maioria dos trabalhos.

Damos então na figura 2 a duas escalas que obtemos usando potenciômetros lineares.

 

   Figura 2 – Sugestão de escalas
Figura 2 – Sugestão de escalas

 

Para a escala de 100 a 1 000 Hz, aproximadamente, o capacitor C deve ser de 1000 nF e para a escala entre 1000 e 10 000 Hz, o capacitor C é de 10 nF.

 

MONTAGEM

Na figura 3 temos o diagrama completo do nosso gerador retangular.

 

Figura 3 – Diagrama completo do gerador
Figura 3 – Diagrama completo do gerador

 

Na figura 4 damos a placa de circuito impresso.

 

Figura 4 – Placa para a montagem
Figura 4 – Placa para a montagem

 

Na montagem observe a posição do integrado, a polaridade do LED e da fonte de alimentação.

Os capacitores são todos cerâmicos ou de poliéster e os resistores de 1/4 ou 1/8 W.

A chave S1 comuta as faixas de frequências (10º -1 000 Hz e 1kHz-10 kHz), enquanto que S2 serve para ligar e desligar a unidade.

O sinal de saída é obtido a partir de um jaque RCA, sendo interessante que você tenha um plugue preparado com dois fios, cada um com uma garra jacaré.

No potenciômetro P1 controlaremos a frequência do sinal e em P2 controlaremos a sua intensidade.

Até mesmo um pequeno alto-falante pode ser excitado diretamente pela saída do gerador.

 

PROVA E USO

Para provar é só ligar a unidade e aplicar o sinal, ou na entrada de um amplificador ou então num fone de ouvido ou pequeno alto-falante.

Abrindo o controle de intensidade e variando-se a frequência, deveremos ter a reprodução do sinal gerado na forma de som.

O gerador pode, em princípio, ser usado como um injetor de frequência controlada.

É importante saber dosar a intensidade do * sinal aplicado a qualquer aparelho para hão haver saturação ou o perigo de sobrecarga.

No site temos artigos que ensinam a usar este instrumento assim como nosso livro “Conserte Tudo”.

 

Semicondutores:

CI - 555 - timer

LED - LED vermelho comum

 

Resistores (1/4 ou 1/8 W x 20%):

R1, R2, - 4k7 - amarelo, violeta, vermelho

R3 - 220 Ω – vermelho, vermelho, marrom

R4 - 470 Ω - amarelo, violeta, marrom

P1 – 100 k - potenciômetro linear

P2 - 470 Ω - potenciômetro linear

 

Capacitores (cerâmicos ou poliéster):

C1 -10nF 103

C2, C3, C4 – 10 nF (104)

 

Diversos:

S1 - chave de 1 polo x 2 posições

S2 - interruptor simples

Suporte para 4 pilhas, placa de circuito impresso, jaque RCA, caixa para montagem, knobs, etc.

 

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mês de Aniversário - 10 Anos (OP195b)

Este é um mês especial para nós. Comemoramos o décimo aniversário do Instituto Newton C. Braga e de nosso site. O que se pensou inicialmente que seria um pequeno blog para dar continuidade ao meu trabalho de até então 50 anos se tornou um verdadeiro portal da eletrônica com edições em espanhol e em inglês. Na verdade, quando isso ocorreu o pensamento de alguns é que as coisas na internet estavam com os dias contados. Era uma “Febre de Momento” como ouvi dizer de alguns. Não era e fomos em frente.

Leia mais...

Verdade
A verdade é filha o tempo. (Veritas temporis filia)
Auro Gélio (sec II d.C.) - Noites Altas - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)