O Site do Hardware Livre - OSHW

Capacímetro Sonoro (INS327)

O capacitor é um dos mais importantes componentes dos circuitos eletrônicos. Esse componente é usado em praticamente todas as montagens eletrônicas. Como capacitores podem apresentar defeitos, todo técnico, estudante ou amador de eletrônica precisa saber como testá-lo. Descrevemos, então, um útil instrumento para o teste simples de um capacitor com valor a partir de aproximadamente 500 pF.

Um capacitor estará bom quando as ligações dos terminais, até as armaduras, estiverem perfeitas (sem interrupção), e quando não existir nenhum tipo de contato entre as armaduras.

Um capacitor terá fugas quando existir uma resistência entre as armaduras que permita a circulação de uma pequena corrente.

Existem diversas formas de se testar um capacitor como, por exemplo, verificando-se sua continuidade, isto é, se passa corrente entre as armaduras, ou ainda a carga, carregando-se o componente e verificando-se se ele segura a carga.

O teste que propomos aos leitores é diferente. Trata-se de um teste dinâmico em que verificamos se o capacitor tem suas propriedades normais num circuito.

Assim, se o capacitor estiver bom, o circuito funciona. Se não estiver, o circuito não funciona.

E, indo além, o capacitor influi no funcionamento de um modo facilmente perceptível, de modo que podemos ainda ter uma ideia do valor desse componente.

O que fazemos, então, é um oscilador cuja frequência audível depende do capacitor que está sendo testado.

 

Como Funciona

O que temos é simplesmente um oscilador de áudio em que a frequência depende do valor de Cx, que é o capacitor em teste.

A frequência de operação será dada por: f = 1,44/((R1 + 2R2) CX).

 

Onde:

R1 é o resistor selecionado pela chave S2 no diagrama principal, e R2 é R4 no diagrama principal.

Existem valores limites para todos os componentes, mas no nosso caso interessa o valor mínimo de Cx que permite que o circuito oscile numa faixa audível.

O limite teórico é de 500 pF, o que significa que esse é o menor capacitor que podemos testar.

Os resistores selecionados peia chave permitem levar a frequência a um valor que possamos ouvi-la durante o teste.

Assim, com menores capacitores em teste, colocamos a chave nas posições que colocam maiores resistores, caso contrário o som cairá fora da faixa que podemos ouvir e haverá uma falsa interpretação do estado do capacitor.

A saída do oscilador é amplificada por um transistor que a aplica a um alto-falante onde ocorre a reprodução.

A alimentação do circuito é feita com uma tensão de 6 V proveniente de 4 pilhas pequenas.

Na ausência de capacitor em teste quando o circuito não oscila, o consumo de corrente é muito pequeno.

Como o aparelho consome energia maior somente durante o teste, a duração das pilhas será muito grande.

 

Montagem

Na figura 1 temos o diagrama completo do aparelho.

 

   Figura 1 – Diagrama do aparelho
Figura 1 – Diagrama do aparelho

 

A montagem deve ser realizada numa placa de circuito impresso, já que é usado um circuito integrado do tipo 555. O desenho dessa placa é mostrado na figura 2.

 

   Figura 2 – Placa para a montagem
Figura 2 – Placa para a montagem

 

Ao realizar a montagem, os cuidados são os normais com a polaridade das pilhas, valores e posições de componentes.

O alto-falante pode ser de qualquer tamanho de 8 Ω, dando-se preferência aos pequenos para que a unidade seja bem compacta.

A chave S2 é rotativa de 1 polo x 3 posições. Se o leitor não encontrar esse tipo, pode usar três interruptores simples, ou, então, uma chave de 2 polos x 3 ou 4 posições, usando apenas os polos e posições necessárias.

Na posição A, em que temos o resistor R1, a faixa vai de 500 pF a 10 nF; na posição B, em que temos R2, a faixa vai de 10 nF a 470 nF, e na faixa C, em que temos R3, de 47onF até 1.000 pF.

Terminando a montagem, o leitor pode imediatamente fazer a prova de funcionamento.

 

Prova e Uso

Coloque as pilhas no suporte e acione S1. Ligue, entre as garras de prova, um capacitor Cx de qualquer valor na faixa alcançada pelo provador.

Ajuste S2 de acordo com o valor. O aparelho deve imediatamente emitir som, cuja frequência dependerá do valor do capacitor.

Se nenhum som for emitido, é porque o capacitor se encontra com problemas.

Para comparar valores, basta colocar os dois capacitores, um de cada vez, no circuito. O que produzir som mais grave é o de maior capacitância.

 

CI-1 - 555 - circuito integrado timer

Q1 - BC548 ou equivalente - transistor NPN

FTE - alto-falante de 8 Ω pequeno

B1 - 4 pilhas pequenas

S1 - Interruptor simples

S2 - Chave de 1 polo x 3 posições rotativa

R1 – 1 M x 1/8 W ~ resistor (marrom, preto, verde)

R2 - 100 k x 1/8 W - resistor (marrom, preto, amarelo)

R3 – 10 k x 1/8 W - resistor (marrom, preto, laranja)

R4 - 2k2 x 1/8 W.- resistor (vermelho, vermelho, vermelho)

R5 – 1 k x 1/8 W - resistor (marrom, preto, vermelho)

Diversos: suporte para 4 pilhas pequenas, placa e circuito impresso, caixa para montagem, garras jacaré, fios, solda, etc.

 

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Ser não ser honesto (OP192)

Não há dúvida de que estamos passando por uma época de transformações políticas e sociais. Já não se admite desonestidade na política, e evidentemente em qualquer outro tipo de atividade em nosso país. A pressão tem sido cada vez maior no sentido de erradicar este mal, mas infelizmente ainda vemos que em alguns setores, esta mentalidade parece não estar mudando com a devida velocidade.

Leia mais...

Provérbio
Os provérbios se contradizem entre si. Esta é a sabedoria de uma nação.
Stanislaw Jerzy Lec (1909 1956) Ideias Mal Penteadas - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)