NOSSAS REDES SOCIAIS -

Cursos a Distância do Instituto Newton C. Braga (EAD001)

 

Como começar?

Você adquire o curso usando os recursos exigidos pelas plataformas disponíveis, normalmente usando cartão de crédito ou boleto e passa a ter uma senha de acesso.
Através de seu acesso as lições você acompanha as diversas lições do curso e se tiver dúvidas contata o instrutor, dentro das regras estabelecidas pela plataforma.
No final de cada curso você terá acesso a um questionário (Quiz) que deve responder. O acompanhamento ao aluno é automático e uma vez que você tenha obtido o aproveitamento mínimo exigido, você terá direito ao certificado digital personalizado.
Se quiser poderá imprimir este certificado em papel fotográfico, obtendo assim um documento de excelente aparência para colocar em seu quarto, escritório ou oficina.
Ao acessar seu curso, você terá informações sobre o acesso a diversos recursos adicionais para seu uso tais como vídeos, podcasts e artigos relacionados no site do Instituto Newton C. Braga.

 

As vantagens do EaD (Ensino à Distância)

- Pode escolher o melhor local para estudar. Quer seja seu dormitório, sala de estar ou mesmo um local afastado de barulhos e pessoas, principalmente se morar em zona rural.
- Tem ainda a flexibilidade de pode escolher o melhor horário para estudar, optando por aqueles em que estando descansado o aproveitamento será maior.
- Tem ainda a economia, pagando menos pelos cursos e não precisando gastar tempo e dinheiro no deslocamento até um local de aula, como ocorreria nos cursos presenciais.
- Possibilidade de rever quantas vezes quiser uma aula, caso julgue necessário se não entendeu de maneira satisfatória o assunto abordado.
- Pode consultar seu instrutor com facilidade.

 

 

Cursos disponíveis

Curso de Leitura de Códigos de Componentes

Aprenda a Ler Códigos de Componentes Eletrônicos – Resistores e Capacitores, indutores, transformadores, transistores e circuitos integrados - Para makers, vendedores, estudantes e professores.
Para saber mais clique na imagem abaixo:

 ead codigo

 

Curso de Montagem em Matrizes de Contatos

Neste curso você aprenderá a fazer montagens na matriz de contatos – Para makers, educadores, amadores, professores e profissionais. Também aprenderá a interpretar diagramas, entender como funcionam os principais componentes e como transferir um circuito para a matriz tornando-o algo real que funcione e onde você possa trabalhar para otimizá-lo.
Para saber mais clique na imagem abaixo:

ead montagem

 

 

Nossos cursos - Estrutura

Nossos cursos estão principalmente focados na área de tecnologia, se bem que tenhamos alguns educadores que possam fornecer cursos em outras áreas que sejam de interesse comum.

 

- Cursos completos e cursos em módulos

Os cursos podem ser completos ou divididos em módulos.
Nos cursos completos, por exemplo, Leitura de Códigos de Componentes, uma vez completado o estudo o assunto é dado por encerrado, o aluno faz a prova e se conseguir o aproveitamento mínimo, receberá seu diploma.
Para os assuntos mais extensos, os cursos podem ser divididos em módulos. Por exemplo, o nosso Curso de Eletrônica Básica é dividido em 3 módulos.
Ao final de cada módulo o aluno realiza uma prova e obtendo o aproveitamento mínimo, recebe um Certificado de Conclusão do Módulo ou uma capacitação para o assunto do módulo.
No final do último módulo do curso, sendo constatado que o aluno cursou os anteriores e obteve a capacitação (certificado), ele faz uma prova final e se conseguir o aproveitamento mínimo, recebe um Certificado de Conclusão do curso.

 

- As lições – Duração – Número de lições

As lições terão duração média de 8 a 15 minutos, constando de um vídeo em que o conteúdo é apresentado por um narrador (instrutor) com ilustrações correspondentes ao assunto.
Na mesma página aparecem comentários e informações sobre o assunto relacionado. Após as lições podem ser inseridos vídeos ou textos complementares.
O número de lições pode variar conforme o conteúdo lecionado. Podemos ter de 10 a 30 lições o que leva os cursos a uma duração de 2 horas a 7 horas.

 

- Dicas, sugestões, curiosidades

Acompanhando os cursos podem ser intercalados vídeos, podcasts ou até artigos contendo dicas, sugestões e curiosidades relativas ao assunto abordado.
Nosso personagem Eltron será o portador das dicas, abordando ideias práticas e utilidades que podem ser importantes para a prática dos que acompanham o curso.

 

- Questionário (Quiz)

Os questionários de avaliação constarão basicamente de 10 a 20 testes de múltipla escolha com 4 alternativas, sendo sempre apenas uma a correta.

 

- Consultas

Durante período estipulado, o aluno poderá consultar o instrutor através dos canais indicados para sanar suas dúvidas. Essas dúvidas deverão estar limitadas aos assuntos das lições e não de ordem particular.

 

 

Material adicional

- Livros

Em sua maioria os cursos são baseados em livros técnicos publicados pelo Instituto, normalmente da autoria do Instrutor que os recomenda. Assim, os estudantes poderão ter, não apenas o material da versão digital como também material impresso na forma de livros.

Esses livros poderão fazer parte de sua biblioteca e na maioria dos casos conterão informações que complementam o curso.
Também existem no site diversos livros para download gratuito que poderão fazer parte de sua biblioteca virtual de consulta.

 

- Artigos e informações na internet

O site do instituto contém milhares de artigos técnicos e informações que poderão ser úteis como material complementar aos cursos.
Nas lições serão dadas indicações sobre artigos e informações que poderão ser acessadas no site do Instituto com assuntos diretamente ligados à lição.
Links de outros sites, quando de interesse ao aluno, também serão indicados.

 

- Vídeos e PodCasts

O aluno também terá acesso a diversos vídeos que complementam o conteúdo de cada lição. Esses vídeos e podcasts, na maioria dos casos, serão de produção do próprio instrutor, assim como de colaboradores do Instituto.

 

 

Quem pode cursar?

Não é necessário ter formação básica para acompanhar a maioria de nossos cursos. Nossos cursos possuem conteúdos em todos os níveis. Assim, praticamente todos podem acompanhá-los.
- Quem deseja ter conhecimentos básicos ou avançados em diversos setores da tecnologia.
- Quem já tem conhecimentos básicos e deseja se aprimorar com conhecimentos específicos em novas áreas
- Técnicos, engenheiros e outros profissionais que desejam reciclar seus conhecimentos em áreas específicas.
- Professores, educadores e pessoas que pretendem ensinar tecnologia em clubes de makers, associações, condomínios ou entidades assistenciais.
- Estudantes, amadores, makers de outras áreas que pretendem dar seus primeiros passos na tecnologia e depois se aperfeiçoar adquirindo conhecimentos cada vez mais avançados.
- Profissionais de outras áreas que precisam ter conhecimentos básicos de tecnologia para melhor desempenhar suas atividades. Destacamos os balconistas, vendedores, publicitários, etc.

 

 

Como funciona a avaliação

O aluno deve acessar o questionário respondendo às questões. Se conseguir o aproveitamento mínimo (50%) terá sido aprovado e terá direito ao certificado.

 

 

Validade do certificado

Nossos cursos se enquadram na categoria de Cursos Livres do MEC, ou seja, não dão direito a certificações (Lei 9.394/96 – conforme pode ser lido neste link (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm) ).

 

 

Nossa experiência e o Ensino a distância (EAD)

Nossa experiência no ensino a distância (EAD) não é nova. Vem do final da década 60 quando já lecionávamos em diversas escolas e então fomos contratados para renovar o Curso de Eletrônica do Instituto Monitor, a mais renomada escola por correspondência (como então era chamada) de Eletrônica, Rádio e Televisão.
Na época, visando aprimorar minha vocação para o ensino matriculei-me no Instituto de Física da USP justamente com enfoque na licenciatura onde cursei disciplinas importantes como Didática, Técnicas e Ensino, etc.
Ficamos naquela instituição até 1976 quando fomos para a Editora Saber para dirigir a parte técnica da Revista Saber Eletrônica onde criamos o primeiro curso à distância dado por uma publicação periódica que fazia uso dos recursos da Instrução Programada, uma novidade para a época. Até hoje existem milhares de profissionais e amadores que possuem certificados por mim, Newton C. Braga.
O curso se tornou tão popular que foi repetido várias vezes nas páginas da revista e de outras publicações da editora. Acabou por se tornar um livro que até hoje, revisado, republicado e desmembrado em vários volumes (pois a eletrônica avançou muito desde então) ainda faz muito sucesso. Nossos Cursos de Eletrônica Básica, Analógica e de Potência são baseados nestes livros.
Mas, com a evolução da tecnologia principalmente relacionada com o ensino não ficamos apenas em cursos à distância por correspondência e dados por publicações técnicas periódicas. Fomos além.
A ideia de se estudar com a ajuda de máquinas e posteriormente computadores não é nova, vindo desde os anos 50. Máquinas de ensinar ou de aprender (Learning Machines ou Teaching Machines) estão em quase todas as publicações da época quando a eletrônica digital dava os primeiros passos e os computadores ainda estavam restritos aos grandes centros de pesquisas.
Naquela época nós também demos nossos primeiros passos neste campo, projetando uma máquina de ensinar que despertou o interesse de fabricantes, mas que apenas ficou no papel e em alguns protótipos que montamos devido a dificuldades econômicas de nosso país. Podemos dizer que nossa criação foi a primeira “máquina de ensinar” brasileira, a qual chamamos de “Cibertest”.

Máquina de ensinar do século passado



Nos anos 50, B. F. Skinner já tentava aplicar suas teorias na criação de sistemas de ensino automatizados. O sistema de instrução adapta-se ao progresso do aluno, percebendo como deve ser a lição seguinte após uma avaliação da anterior.
Muitos cursos que adotam a instrução programada (como fizemos na década de 70) ainda tomar por base suas ideias. É claro que hoje temos muito mais recursos como, por exemplo, as ferramentas de Inteligência Artificial que podem interagir com o aluno de forma muito mais eficiência. Não esquecemos esse assunto e certamente aplicaremos essas ideias em nossos futuros cursos.
Mas, foi com base nas ideias de Skinner que demos os primeiros passos para a criação de uma máquina de ensinar que pudesse ser usada no ensino a distância (EAD). Na foto abaixo temos a máquina de ensinar de Skinner de 1954 que serviu de inspiração para nosso projeto.

 Máquina de ensinar de Skinner dos anos 60

 

Assim, nos anos 70 que trabalhando com um amigo, o Dr. Max Berezovsky (PN025) tivemos a ideia de criar uma máquina de ensinar totalmente nacional, a qual denominamos Cibertest.

Naquela época ainda não contávamos com microcontroladores ou computadores, e a eletrônica digital ainda não era suficientemente acessível em nosso país para o desenvolvimento de um projeto complexo.
Solucionamos o problema com um sistema lógico usando chaves e um sistema eletrônico de aviso e indicação dos passos que o estudante deveria dar no seu estudo usando a máquina. Na foto abaixo temos então a foto do nosso protótipo que mantenho ainda hoje (funcionando) como recordação.

 

Protótipo do Cibertest

 

A ideia básica é uma apostila com a teoria e uma sequência não linear de fichas contendo perguntas e respostas organizadas de acordo com o grau de dificuldade do assunto estudado e com ramificações que contenham explicações, conforme um fluxograma de ações, como os usados em programas comuns de computador.

Quando a apostila indica que é hora de se fazer a avaliação, a primeira ficha é colocada no aparelho e, através de um conjunto de chaves é programado o código correspondente, conforme mostra a figura que se segue.

 

 

Essa programação é dada pelo modo como as perguntas são formuladas e de acordo com o que uma resposta errada pode indicar em que o aluno tenha dúvida. Se o aluno acerta, ele é levado a colocar a ficha seguinte. Conforme o erro, pode haver necessidade de um reforço ou ainda de uma ficha com uma pergunta sobre o mesmo assunto, mais fácil.

Uma vez colocada a ficha e feita a seleção do código, o aluno seleciona a alternativa nas chaves laterais. Com isso, o circuito é temporizado e depois de algum tempo fornece a indicação do que deve ser feito, que é dada pelas lâmpadas da direita.
Na versão original foram usadas chaves de pressão para as alternativas, chaves reversíveis para a programação do código e lâmpadas comuns de 5 V x 50 mA para a indicação. Na época os LEDs ainda não eram comuns.
O leitor pode ter uma ideia de como a montagem era trabalhosa, pela foto que mostra o aparelho por baixo.

 

 

O interessante do Cibertest é qualquer matéria pode ser ensinada pelo aparelho, bastando ter as apostilas e as fichas correspondentes. Hoje isso pode ser feito facilmente num computador e até mesmo num tablet com o recurso da tela de toque.
Mas, não paramos por aí, sempre lecionando e trabalhando em recursos que nos levaram agora à criação de nossos próprios cursos à distância.
O Instituto Newton C. Braga foi fundado em 2007 tendo por finalidade, entre outras, disponibilizar Cursos a Distância dentro das modalidades de tecnologia e outras relacionadas.
Aproveitando nossa experiência na publicação de mais de 160 livros técnicos, muitos com edições em outros idiomas e adotados por escolas técnicas, faculdades e universidades de diversos países, passamos a produzir nossos próprios cursos. (veja mais clicando aqui)
Com atualizações constantes, acréscimo de conteúdo e criação de literatura adicional todos aqueles que nos acompanham (muitos, há mais de 50 anos) podem continuar a ter acesso a nossas aulas. Temos também a fornecer mais de 30 000 artigos técnicos que podem servir de suporte aos estudos, disponibilizados em nosso site.
Para nós é uma grande satisfação poder fazer isso, pois sempre fomos cobrados pela nossa permanência no mundo educacional, principalmente por parte daqueles que tiveram a oportunidade única de fazer um curso presencial conosco.
Venham estudar conosco!

 

 

Nossos instrutores:

- Newton C. Braga (Veja biografia)
- Renato Paiotti
- Pedro Bertoleti
- Vidal Jr.

 

Como obter melhor aproveitamento

Num curso a distância pode-se ter muito melhor aproveitamento que um curso presencial pelo fato de podermos escolher o modo como vamos estudar. 

Nossas sugestões são:
- Disciplina no estudo, procurando o momento em que vai estudar sempre ter uma rotina. Por exemplo, sempre estudar no mesmo horário.
- Estar bem descansado para poder ter melhor concentração e assim poder focar de modo apropriado sua atenção nas lições.
- Escolher local apropriado em que não existam coisas capazes de desviar sua atenção, como excesso de ruído, pessoas que possam lhe interromper, TV ligada, etc.
- Ter um bloco de anotações para registrar eventuais dúvidas ou pontos de interesse. Nada impede que você faça isso no próprio celular, tablet ou computador em que você estude, abrindo uma página para isso em seu arquivo de notas ou mesmo na página do editor de textos.

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mundo diferente (OP203)

Em plena pandemia já estamos nos preparando para o mundo diferente que teremos a partir de agora. A disruptura que está ocorrendo está mudando nossos hábitos de uma forma que sabemos ser irreversível. Os hábitos de compras, os eventos, festas, o ensino, tudo mais deve mudar com o uso predominante da tecnologia.

Leia mais...

Aprender
Devemos aprender durante toda a vida, sem imaginar que a sabedoria vem com a velhice.
Platão (428 -348 a.C.) - Menon - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)