Como Testar Reed-Switches (Interruptores de lâminas) (INS035)

Escrito por Newton C Braga

Os reed-switches são pequenos interruptores lacrados em tubos de vidro e que são acionados pelo campo magnético de um imã ou de uma bobina (formando os reed-relês, neste caso). Na figura 1 temos o aspecto típico de um interruptor deste tipo.

 

 

Na ampola de vidro, cheia de gás inerte para evitar a queima dos contactos, existem duas lâminas flexíveis de metal ferroso que podem ficar separadas nos tipos NA ou juntas nos tipos NF. A aproximação de um imã dessa lâminas faz com que o campo magnético crie uma força que movimenta as lâminas no sentido de separá-las ou aproximá-las, abrindo ou fechando o contacto, conforme o caso. Normalmente os reed switches são utilizados como sensores operando com correntes muito baixas que não chegam a 1 ampère. No interior de bobinas eles formam um "reed-relê" que é um relê muito sensível que opera com a corrente que circula por estas bobinas.

 

O que devemos testar

O teste de um reed-switch é o mesmo que se faz com um interruptor. Devemos verificar se ele apresenta continuidade quando fechado e se não há continuidade quando aberto. Podem ocorrer problemas com este componentes em que as lâminas ficam "grudadas" e ele não aciona ou até de deformações que impedem que as lâminas fechem os contactos. O teste descrito a seguir serve justamente para verificar isso.  Lembramos que a resistência apresentada quando fechamos um reed-switch deve ser muito baixa, próxima de zero ohm, e a resistência quando aberto deve ser praticamente infinita.

 

Instrumentos usados no teste

- multímetro

- provador de continuidade

- lâmpada de prova

 

Para a lâmpada de prova, deve ser usada a versão com lâmpada não maior que 5 watts, para que a corrente no interruptor de lâminas (reed switch) não supere os 50 mA.  Também deve ser verificado se o interruptor de lâminas pode operar com a tensão da rede. Um critério para isso consiste em se verificar se o reed estava ou não num circuito de alta tensão. Se estiver num circuito de baixa tensão, não use a lâmpada de prova para testá-lo.

Reed-switches que podem ser provados

Podem ser provados todos os tipos que sejam interruptores simples (NA e NF) e também duplos ou múltiplos.

 

Procedimento

a) Prepare os instrumentos para a prova zerando o multímetro ou verificando o funcionamento da lâmpada de prova ou provador de continuidade.

b) Fixe o reed-switch em teste nas pontas de prova usando garras para esta finalidade.

c) Aproxime um pequeno imã do reed switch na posição indicada na figura 2 e observe as indicações dos intrumentos.

 

 

Interpretação da prova

 

a) A aproximação do imã do reed-switch deve mudar seu estado, ou seja, se havia continuidade ela deve ser cortada, e se não havia, ela pasa a haver. Em suma, os provadores devem dar um sinal com a aproximação do imã. Se isso ocorrer, o reed-switch está em bom estado.

 

b) Se não houver sinal algum, ou seja, se os instrumentos não acusarem mudança de continuidade é porque o interruptor em teste se encontra com defeito.

 

Observações

Em alguns casos, com as lâminas presas, pancadas de leve com um martelinho de borracha podem ajudar a devolver a condição normal de funcionamento, mas lembramos que isso deve ser feito com muito cuidado dada a delicadeza do componente. Para o caso de reed-relês aguarde que mais adiante daremos o procedimento para o teste de relês comuns, que é exatamente o mesmo.