O Site do Hardware Livre - OSHW

Controle Remoto de 4 a 10 Canais (MEC161)

Descrevemos a montagem de um sistema de controle remoto simples, utilizando componentes comuns que pode operar com 4 a 10 canais e tem um bom alcance. O sistema é modulado em tom e, uma vez bem ajustado, apresenta bom desempenho em distância até uns 100 metros.

O sistema que apresentamos é do tipo modulado em tom, que admite de 4 a 10 canais, mas que, com o número maior de canais, pode apresentar alguma dificuldade de ajuste para os menos habilidosos.

Podemos utilizar este controle com robô, carrinhos, barcos e outros projetos semelhantes.

O sistema opera entre 70 e 100 MHz, sendo importante que o local de sua utilização esteja livre de interferências.

O controle é do tipo não multiplexado, de modo que apenas um canal de cada vez será acionado quando pressionarmos o interruptor correspondente no transmissor.

 

Como Funciona

Na figura 1 temos o diagrama de blocos do transmissor.

 

   Figura 1 -0 Diagrama de blocos do transmissor
Figura 1 -0 Diagrama de blocos do transmissor

 

Um oscilador com o circuito integrado 555 tem sua frequência determinada pelos ajustes dos trimpots junto a cada interruptor de acionamento.

Este ajuste é o ponto crítico do circuito, pois devemos cuidar não apenas que uma frequência ajustada coincida com a de um canal adjacente como também para que harmônica não caiam em outros canais, provocando seu acionamento indevido, conforme mostra a figura 2.

 

   Figura 2 – As frequências escolhidas
Figura 2 – As frequências escolhidas

 

Veja então que a harmônica de cada canal não coincide com o canal adjacente.

Por exemplo, se escolhermos 1 kHz e 2 kHz teremos problemas, pois 2 kHz é múltiplo de 1 kHz.

Assim, é melhor escolher, por exemplo, 1 kHz e 800 Hz, e depois para o terceiro canal 1 800 Hz, que não é múltiplo nem de 1 kHz e nem de 800 kHz.

Para o terceiro canal, procedemos da mesma forma.

Se bem que o ajuste seja possível “de ouvido” teremos muito mais facilidade se dispusermos de um frequencímetro.

Para o receptor temos uma configuração super-regenerativa simples que opera entre 50 e 100 MHz.

Na figura 3 temos o diagrama de blocos para o receptor.

 

   Figura 3 – Diagrama de blocos do receptor
Figura 3 – Diagrama de blocos do receptor

 

O sinal desta etapa é aplicado a um conjunto de filtros PLL cada um sintonizado na frequência de um canal.

Os filtros têm ligados em suas saídas os relés de controle.

 

Montagem

O diagrama completo do transmissor é mostrado na figura 4.

 

   Figura 4 – Diagrama completo do transmissor
Figura 4 – Diagrama completo do transmissor

 

A placa de circuito impresso para a montagem é mostrada na figura 5.

 

   Figura 5 – Placa de circuito impresso para a montagem
Figura 5 – Placa de circuito impresso para a montagem

 

A bobina L1 pode ser formada por 4 a 6 espiras de fio rígido telefônico comum encapado com 1 cm de diâmetro.

O único ponto importante a observar é que a bobina do transmissor seja igual a usada no receptor, pois devem operar na mesma frequência.

Na montagem do transmissor, observe as posições dos transistores e os capacitores que devem ser dos tipos indicados na lista de materiais.

A posição do circuito integrado também deve ser observada e a antena pode ser do tipo telescópico com 40 cm a 1 metro de comprimento.

Os resistores são de 1/8 W com qualquer tolerância.

Para o receptor temos o diagrama completo mostrado na figura 6.

 

   Figura 6 – Diagrama completo do receptor
Figura 6 – Diagrama completo do receptor

 

A placa de circuito impresso para o receptor é mostrada na figura 7.

 

   Figura 7 - Placa de circuito impresso para o receptor
Figura 7 - Placa de circuito impresso para o receptor

 

Esta placa de circuito prevê a utilização de relés miniatura com base DIL.

Se forem usados ouros tipos de relés ou ainda se o sistema for de mais de 4 canais, as devidas alterações devem ser feitas na placa de circuito impresso do receptor, assim como do transmissor.

Na montagem, observe as posições dos circuitos integrados e dos transistores, assim como a polaridade dos diodos.

Os resistores são de 1/8 W com qualquer tolerância e os capacitores conforme indicado na lista de materiais.

O choque XRF pode ser comercial de 47 a 100 µH ou pode ser fabricado enrolando-se umas 50 voltas de fio esmaltado fino num palito de dente.

 

Ajuste e Uso

Para ajustar, ligue o coletor de Q2 do receptor a um pequeno amplificador de áudio ou cápsula piezoelétrica para poder ouvir o tom do transmissor.

Depois, apertando um dos interruptores de pressão do transmissor, ajuste CV do transmissor e do receptor, e ao mesmo tempo ajustando P1 do receptor, para captar o sinal com intensidade mais forte.

Feito isso, apertando cada interruptor do transmissor, ajuste o trimpot do filtro correspondente do receptor para obter o fechamento do relé.

 

a) Transmissor

CI-1 – 555 – circuito integrado

Q1 – BF494 – transistor NPN de RF

S1 a S4 – Interruptor de pressão NA

S5- Interruptor simples

L1 – Bobina – ver texto

CV – trimmer de 2-20 pF a 4 -40 pF

P1 a P4 – 100 k Ω – trimpots

B1 – 6 ou 9 V – 4 pilhas ou bateria

R1 – 2k2 Ω – resistor – vermelho, vermelho, vermelho

R2 – 10 k Ω – resistor – marrom, preto, laranja

R3 – 6k8 Ω – resistor – azul, cinza, vermelho

R4 – 4k7 Ω – resistor – amarelo, violeta, vermelho

R5 – 47 Ω – resistor – amarelo, violeta, preto

C1 – 47 nF – capacitor cerâmico

C2 – 22 nF – capacitor cerâmico

C3 e C4 – 10 nF – capacitores cerâmicos

C5 – 5,6 pF – capacitor cerâmico

C6 – 100 nF – capacitor cerâmico

C7 – 22 µF x 12 V – capacitor eletrolítico

 

Diversos:

Placa de circuito impresso, antena telescópica, conector de bateria ou suporte de pilhas, fios, solda, etc.

 

 

b) Receptor

CI1 a CI4 – 567 – circuito integrado PLL

Q1 – BF494 – transistor NPN de RF

Q2 – BC548 – transistor NPN de uso geral

Q3 a Q6 – BC558 – transistor PNP de uso geral

D1 a D4 – 1N4148 – diodos de uso geral

K1 a K4 – Relés sensíveis de 6 V

S1 – Interruptor simples

B1 – 6 V – 4 pilhas

XRF – 47uH a 100 µH – ver texto

P1 – 100 k Ω – trimpot

P2 a P5 – 47 k Ω – trimpot

L1 – Bobina – ver texto

CV – trimmer de 3-30 a 4-40 pF

R1 – 47 k Ω – resistor – amarelo, violeta, laranja

R2 – 10 k Ω – resistor – marrom, preto, laranja

R3 – 3k3 Ω – resistor – laranja, laranja, vermelho

R4 – 2k2 Ω – resistor – vermelho, vermelho, vermelho

R5 – 2M7 Ω – resistor – vermelho, violeta, verde

R6 – 22 k Ω – resistor – vermelho, vermelho, laranja

R7 a R10 – 1 km Ω – resistores – marrom, preto, vermelho

C1 – 22 µF x 12 V – capacitor eletrolítico

C2 e C3 – 2n2 F – capacitores cerâmicos

C4 – 22nF – capacitor cerâmico

C5 – 4,7 pF – capacitor cerâmico

C6 a C11 – 100 nF – capacitores cerâmicos

C12 a C15 – 470 nF – capacitores cerâmicos ou poliéster

C16 a C19 – 47 nF – capacitores cerâmicos ou poliéster

C20 – 470 µF x 12 V – capacitor eletrolítico

 

Diversos:

Placa de circuito impresso, suporte de pilhas, antena, fios, solda, etc.

Opinião

Chegamos a 2018 (OP175)

Muitas coisas são prometidas para este ano. Temos a esperança de que ocorram mudanças onde elas devem ocorrer e esperamos que o desenvolvimento tecnológico de nosso país avance de modo a podermos estar emparelhados ou à frente dos principais países do mundo. Isso depende de nós e para ajudar neste propósito continuamos a fornecer mais e mais conteúdo para nosso site.

Leia mais...

BUSCA DATASHEET

N° do componente->   (Como usar este quadro de busca)


Texto
Não se cria nada com um texto que se compreende com demasiada exatidão. (No se crea nada com um texto que se comprende demasiado exatamente.)
Unamundo (1864 1937) Solilíquios e Conversaçes - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)