Projetando no NI Multisim - Oscilador de Colpitts (ART1176)

Escrito por Newton C Braga

O NI Multisim é um versátil programa que permite projetar e simular circuitos eletrônicos no computador. Você escolhe os componentes, arrasta-os para a área de trabalho e faz as interligações. Depois, usando os intrumentos viruais você vê se seu circuito funciona como o esperado. Alterações podem ser feitas à vontade, algumas inclusive com o circuito "funcionando". Para mostrar como funciona este programa vamos projetar um oscilador de Collpits e testá-lo usando um dos osciloscópios virtuais disponíveis no NI Multisim.

O NI Multisim consiste na versão moderna lançada pela National Instruments do conhecido Multisim que fazia parte do pacote conhecido como Electronics Workbench ou EWB. Com a aquisição pela National Instruments (www.ni.com) o programa ganhou em recursos, podendo fazer projetos e simulações até mesmo com DSPs e microcontroladores. Uma vasta gama de instrumentos permite trabalhar com as mais diversas configurações.

Recentemente lançamos o livro Utilizando o NI Multsim 11 (veja anúncio no site), em que levamos aos leitores que não o conhecem ou ainda precisam dar alguns passos adicionais no seu uso, os pontos principais para o projeto, simulação e até mesmo emprego com finalidades educacionais. O livro é um verdadeiro curso, com projetos práticos e com o passo a passo no uso de todos os recursos do programa.


Projetando um Oscillador de Colpitts

No Oscilador de Colpitts o sinal de realimentação é obtido de um divisor capacitivo, diferentemente do Oscilador Hartley em que o sinal obtido de uma derivação em uma bobina. Esse sinal é então aplicado à base do transistor, que é o elemento ativo do circuito, de modo a serem mantidas as oscilações.

Na figura 1 temos o circuito básico que obtivemos no NI Multisim, clicando nos componentes das caixas apropriadas e arrastando-os para a área de trabalho.

 

Figura 1
Figura 1

 

No caso dos capacitores e resistores, os valores foram modificados através das caixas de edição.

Veja que, com os valores utilizados não precisamos nos preocupar muito com a freqüência que vai ser gerada, pois podemos medi-la tanto com o osciloscópio como com o frequencímetro do NI Multisim.

No caso do osciloscópio teremos a vantagem de verificar a forma de onda que está sendo gerada, conforme mostra a figura 2.

 

Figura 2
Figura 2

 

Observe no osciloscópio os ajustes das bases de tempo e amplitude que permitem verificar o sinal da forma indicada. Podemos modificar essas bases de tempo e assim obter menor número de ciclos na tela o que facilita a medida do período e, portanto da freqüência com precisão.

Este circuito se encontra disponível na própria biblioteca de exemplos do NI Multisim. Assim, basta colocá-lo na área de trabalho e fazer as modificações desejadas para um projeto.

Por exemplo, podemos usar transistores de outros tipos, escolhendo-os de uma enorme gama de tipos comerciais disponível na biblioteca do programa, e da mesma forma podemos alterar outros parâmetros como a tensão de alimentação, a freqüência, etc.

 

Conclusão

O NI Multisim consiste num poderoso recurso tanto para o leitor profissional como para aqueles que desejam testar e experimentar circuitos sem a necessidade de montá-los numa matriz com gastos, dores de cabeça e até mesmo a queima de componentes.

Com o NI Multisim é possível montar virtualmente o circuito, testá-lo e modificá-lo tantas vezes quantas se fizerem necessárias até se obter o comportamento desejado. Depois disso, é só passar para a matriz de contacto ou mesmo placa para ver se o desempenho confere...