Luz temporizada (ART633)

Escrito por Newton C Braga

Este projeto é ao mesmo tempo útil e simples. Utilizando poucos componentes ele mostra um sistema de temporização para uma lâmpada incandescente comum. Trata-se de um projeto ideal para iniciantes e mesmo estudantes de cursos técnicos e de iniciação tecnológica.

Apresentamos um circuito que pode ser adaptado num abajur ou mesmo numa luz de hall de entrada, corredor ou varanda. Quando o interruptor S1 é pressionado por um instante a lâmpada acenderá por um tempo que depende de R1 e C1, apagando em seguida. Isso dará tempo para que as pessoas passem pelo local ou saiam sem o inconveniente de ficarem no escuro.

O circuito pode ser usado tanto na rede de 110 V como 220 V e a temporização máxima é da ordem de 40 segundos, dependendo dos componentes usados.

O SCR poderá controlar lâmpadas incandescentes comuns de 10 a 100 W. Não use lâmpadas eletrônicas ou fluorescentes. Na figura 1 temos o diagrama completo do sistema para a rede de corrente alternada (CA).

 

Diagrama elétrico da luz temporizada.
Diagrama elétrico da luz temporizada.

 

Como se trata de projeto não crítico, a montagem pode ser feita com base numa ponte de terminais, se bem que os leitores mais habilidosos não terão dificuldades em obter uma versão em placa de circuito impresso. A versão em ponte de terminais é mostrada na figura 2.

 

Montagem do circuito em ponte de terminais.
Montagem do circuito em ponte de terminais.

 

Para lâmpadas até 40 W o SCR não precisa de radiador de calor, mas acima disso, sim.

Os valores dos componentes entre parênteses são para a rede de 220 V. O capacitor deve ter uma tensão de trabalho de pelo menos 200 V se a rede for de 110 V e pelo menos 400 V se a rede for de 220 V.

Como se trata de circuito alimentado pela rede de energia, todas as ligações devem ser bem isoladas, evitando-se com isso o perigo de choques.

Para provar o aparelho, basta ligá-lo à rede de energia e pressionar por um instante S1. A lâmpada deve acender com metade de seu brilho normal, já que se trata de controle de meia onda. Soltando S1 a lâmpada permanecerá acesa por um intervalo de tempo que depende dos valores dos componentes usados.

Para obter o acendimento com o brilho total, use uma ponte de onda completa com 4 diodos, de acordo com a tensão da rede e a potência da lâmpada controlada.

Comprovado o funcionamento é só fazer a instalação definitiva do aparelho no local desejado.

 

SCR - TIC106B (110 V) ou TIC106D (220 V) - diodo controlado de silício

D1 - 1N4004 (110 V) ou 1N4007 (220 V) - diodo de silício

R1 - 100 k ? x 1/8 W - resistor - marrom, preto, amarelo

R2 - 47 k ? x 1/8 W - resistor - amarelo, violeta, laranja

C1 - 10 µF a 100 µF x 200 V (110 V) ou 400 V (220 V) - capacitor eletrolítico

X1 - Lâmpada incandescente de 10 W a 100 W

S1 - Interruptor de pressão

F1 - Fusível de 5 A

Diversos:

Ponte de terminais ou placa de circuito impresso, cabo de força, caixa para a montagem ou material para embutir, suporte para o fusível, soquete para a lâmpada, radiador de calor o SCR, fios, solda, etc.