O Site do Hardware Livre - OSHW

Luz rítmica plugável (ART528)

Eis uma idéia diferente de luz rítmica, aquela que pisca ao ritmo da música ambiente: um sistema que você "pluga" no interruptor de luz, e a lâmpada incandescente do local passa a piscar com o som ambiente. Simples de montar, ele exige poucas adaptações ao sistema de luz ambiente da sala onde você pretende usá-lo. Trata-se de montagem ideal para quem gosta de fazer festas ou bailes em casa.

A idéia é simples: os controles de luz rítmica comuns são ligados em série com as lâmpadas, ou seja, funcionam como interruptores. Por que não usar então o próprio interruptor de luz para fazer a conexão de um circuito que faça a lâmpada piscar?

Assim, conforme mostra a figura 1, o que fazemos é adaptar ao interruptor de luz (que deve ser incandescente) um plugue onde o aparelho que vamos montar é encaixado quando desejamos que a luz pisque com o som ambiente.

 

Sugestão de montagem.
Sugestão de montagem.

 

O circuito de baixa tensão do aparelho funciona com 2 pilhas apenas e seu consumo é muito baixo. Além disso, esse circuito usa um microfone para captar o som ambiente o que elimina a necessidade de se fazer qualquer conexão com o aparelho de som.

Em vista desse funcionamento, a lâmpada do teto vai piscar com qualquer som ambiente, como palmas, assobios e gritos o que torna seu funcionamento mais interessante ainda.

O único ajuste é o de sensibilidade feito num potenciômetro comum. O circuito funciona tanto na rede de 110 V como 220 V com lâmpadas incandescentes até 150 watts.

 

Como Funciona

Na figura 2 temos um diagrama de blocos que representa o sistema de luz rítmica.

 

Diagrama de blocos da Luz Rítmica Plugável.
Diagrama de blocos da Luz Rítmica Plugável.

 

Na entrada do circuito temos um sensível microfone de eletreto que aplica seu sinal ao primeiro transistor amplificador. Pode também ser usado um microfone de cristal, caso em que o resistor R6 pode ser eliminado.

O sinal dessa etapa passa a uma etapa de acoplamento direto com dois transistores amplificadores. São usados dois transistores complementares que proporcionam um excelente ganho para o circuito.

Essa etapa tem sua saída ligada à comporta de um SCR através de um diodo. O ponto de disparo do SCR é ajustado no potenciômetro P1.

O SCR consiste portanto na etapa de potência que controla a lâmpada incandescente. Sua ligação é feita no interruptor de luz através de um plugue adaptador.

O controle, em sua versão básica, é de meia onda o que significa que a lâmpada do teto vai piscar com uma intensidade menor do que a normal. Para se obter potência máxima podemos acrescentar ao circuito uma ponte de diodos, conforme mostra a figura 3.

 

Acrescentando uma ponte de diodos.
Acrescentando uma ponte de diodos.

 

Os diodos da ponte são 1N4004 para a rede de 110 V ou 1N4007 para a rede de 220 V.

 

Este circuito funciona apenas com lâmpadas incandescentes (de filamento). Lâmpadas eletrônicas ou fluorescentes não devem ser usadas com este circuito, pois podem ocorrer problemas de queima tanto da lâmpada como para o SCR.

 

 

Montagem

O diagrama completo do sistema de luz rítmica plugável é mostrado na figura 4.

 

Diagrama completo da Luz Rítmica Plugável.
Diagrama completo da Luz Rítmica Plugável.

 

Sua montagem pode ser feita numa pequena placa de circuito impresso que será instalada no interior de uma caixa plástica. A placa de circuito impresso é mostrada na figura 5.

 

Sugestão de placa.
Sugestão de placa.

 

A instalação na caixa é mostrada na figura 6, onde destacamos o potenciômetro que leva o interruptor geral para as pilhas e o plugue de adaptação no interruptor da parede.

 

Sugestão de montagem na caixa.
Sugestão de montagem na caixa.

 

A pequena tomada para o interruptor de parede deve ser de tipo que não tenha contactos expostos, que possam ser tocados acidentalmente causando choques. Conforme mostra a figura 7, a tomada deve ser adaptada em série com o interruptor.

 

Adaptando o conector fêmea no espelho do interruptor de luz.
Adaptando o conector fêmea no espelho do interruptor de luz.

 

Como nesse ponto do circuito temos alta tensão da rede de energia, o máximo de cuidado deve ser tomado com os isolamentos.

O SCR deve ser dotado de um radiador de calor. Esse radiador é formado por uma chapinha de metal dobrada em "U" , presa ao componente por um parafuso com porca, conforme mostra a figura 8.

 

Prova e Uso

Para provar o aparelho, certifique-se de que a lâmpada usada é incandescente, plugue a luz rítmica e acione P1. Ajuste então P1 para o ponto em que a lâmpada quase acende.

Batendo palmas ou falando diante do microfone, a lâmpada deve piscar no mesmo ritmo. Comprovado o funcionamento é só usar seu sistema em bailes, festas ou outros eventos.

 

Semicondutores:

SCR - TIC106B (110 V) ou TIC106D (220V) - Diodo Controlado de Silício (SCR)

D1 - 1N4002 ou equivalente - diodo de silício

Q1 - BC557 ou equivalente - transistor PNP de uso geral

Q2, Q3 - BC548 ou equivalente - transistor NPN de uso geral

 

Resistores: (1/8 W, 5%)

R1 - 1 k ? - marrom, preto, vermelho

R2 - 470 k ? - amarelo, violeta, amarelo

R3 - 100 k ? - marrom, preto, amarelo

R4 - 10 k ? - marrom, preto, laranja

R5 - 1 M ? - marrom, preto, verde

R6 - 2,2 k ? - vermelho, vermelho, vermelho

P1 - 100 k ? - potenciômetro lin ou log

 

Capacitores:

C1 - 150 nF - cerâmico ou poliéster

C2 - 100 nF - cerâmico ou poliéster

C3 - 47 µF x 6 V ou mais - eletrolítico

 

Diversos:

PL1 - plugue (ver texto)

MIC - microfone de cristal ou eletreto - ver texto

S1 - Interruptor simples

B1 - 3 V - 2 pilhas pequenas

Placa de circuito impresso, caixa para montagem, suporte para pilhas, radiador de calor para o SCR, botão para o potenciômetro, fios, solda, etc.

 

 

Leia mais:

* Simples Luz Rítmica (MEM008)

* Luz Rítmica (ART099)

* Lâmpadas Dançantes (MEM093)

BUSCAR DATASHEET


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Opinião

Contente e Triste (OP181)

Trabalhamos arduamente para manter nosso site, procurando todos os dias colocar matérias novas, participar de eventos e preparar novos livros que atendam todos aqueles ávidos por conhecimentos técnicos. Nossos resultados, por um lado, tem sido positivos com o reconhecimento de todos que frequentam nosso site e nos procuram em nossos eventos. No entanto, ao lado dessa alegria também temos os fatos negativos.

 

Leia mais...

Provar/
O que nunca foi posto em questão nunca foi provado. (Ce quon na jamais mis em question na point été prouvé.)
Diderot ( 1713 - 1784) - Pensamentos Filosóficos - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)