NOSSAS REDES SOCIAIS -

Chave de Sobreaquecimento (ART1982)

Este circuito de utilização industrial ou mesmo doméstica desliga uma carga quando for detectado sobreaquecimento. O circuito opera um NTC como sensor e tem uma ampla gama de temperaturas de ajuste, as quais dependem do NTC usado. O circuito pode ser ajustado para operar entre alguns graus abaixo de zero e mais de 100º C.

O aparelho pode ser usado industrialmente para detectar sinais de aquecimento de motores elétricos, transformadores, locais de trabalho ou de armazenamento de peças e em muitos outros casos.

No lar ele pode ser usado para detectar o desligamento de um congelador, a abertura de uma porta de um local que deve ser mantido frio, etc.

No comércio podemos detectar, por exemplo, a subida de temperatura em balcões frigoríficos.

Com alterações, o mesmo circuito pode ser usado no carro, para ativar um alarme em caso de elevação da temperatura do motor ultrapassando um ponto pré-ajustado.

O sensor é um NTC de 10 K ohms, bastante comum, mas pode ser trocado por equivalente, com pequenas alterações no circuito.

 

Características

Tensão de entrada : 110/220 Vca

Corrente máxima na carga: 2 A (com o relé usado)

Faixa de Temperatura: -40 a +120°C (tip.)

Tensão no sensor: 12 V (Max.)

Corrente de operação: 100 mA (tip.)

 

 

COMO FUNCIONA

 

Um circuito integrado 741 é usado como comparador de tensão, tendo na sua saída um transistor NPN que tem por carga de coletor um relé.

Isso significa que quando a tensão de saída do 74I for positiva teremos a ativação ou energização do relé. Os contatos normalmente abertos (NA) e normalmente fechados (NF) são usados.

Na figura 1 temos o diagrama completo do aparelho.

 

   Figura 1 – Diagrama do aparelho
Figura 1 – Diagrama do aparelho

 

 

Na entrada não inversora do amplificador operacional é ligado um divisor de tensão formado por R1 e P1. Em P1 ajustamos a tensão de referência que determinará a temperatura de disparo.

Desta forma, com o NTC frio, ou seja, em temperatura inferior ao valor previsto, a tensão na entrada inversora do operacional será inferior a da entrada de referência (não inversora).

Isso significa que a tensão de saída do circuito estará perto da tensão de alimentação, e com isso o transistor se manterá saturado, energizando o relé.

Quando a temperatura do NTC atingir o valor previamente ajustado em P1 a tensão no divisor formado por R2 e o NTC se igualará à tensão de referência, ocorrendo então a comutação.

A tensão de saída do operacional cai então rapidamente a zero, e com isso o transistor Q1 vai ao corte, desativando o relé.

Para usar o circuito o que fazemos é pressionar S1 de modo que, por um instante, estando o NTC "frio" o relé feche seus contatos e mantenha a alimentação na carga e no sistema de alimentação com base em T1.

Quando a temperatura no sensor atingir o valor ajustado com a abertura dos contatos do relé, o circuito é desativado automaticamente, pois sua alimentação é cortada.

Para ativar novamente o circuito, o NTC deve estar abaixo da temperatura pré-ajustada e então, basta pressionar por um instante S1.

Na alimentação temos um Cl regulador de tensão para maior precisão de acionamento.

A disposição dos componentes numa placa de circuito impresso é mostrada na figura 2.

 

Figura 2 – Placa de circuito impresso
Figura 2 – Placa de circuito impresso

 

 

Para o circuito integrado 741 e para o relé sugerimos a utilização de soquetes. O 7812 deve ter um pequeno radiador de calor. O transformador deve ter secundário de pelo menos 500 mA.

O sensor é um NTC de 10 K ohms a 25°C, mas equivalentes podem ser usados.

De um modo geral, o valor de R2 deverá então ser alterado para o valor da resistência do NTC na temperatura ambiente.

Para acionar cargas de correntes mais elevadas, até 10 A, por exemplo, o relé pode qualquer um de 2 A, mas o layout da placa deve ser modificado.

Para provar o aparelho mantenha S1 pressionado e atue sobre P1 até ouvir o estalido característico do relé.

Ligue uma carga em X1 para monitorar a ação deste componente, O sensor pode ser instalado longe do circuito, com conexão por meio de fio blindado se a distância for superior a 2 m.

Ajusta-se então P1 para obter o acionamento na temperatura desejada.

Este ajuste deve ser feito com S1 pressionada Para usar o aparelho ligamos a saída X9, à carga que deve ser alimentada, e onde está o sensor.

Em X1 podemos ligar um sistema de aviso de sobreaquecimento como, por exemplo, uma lâmpada vermelha ou ainda algum dispositivo sonoro.

Pressionado S1 a carga é alimentada normalmente.

Se houver sobreaquecimento, o circuito desliga automaticamente e o sistema de aviso ligado a X1 é alimentado.

O NTC pode ser colado com epóxi nos elementos que devem ter a temperatura monitorada, conforme sugere a figura 3.

 

Figura 3 – Colando o sensor num componente
Figura 3 – Colando o sensor num componente

 

 

Se o local estiver sujeito a umidade deve ser prevista uma blindagem para os terminais de ligação e para o próprio componente, sendo assim evitado o acionamento errático.

 

Semicondutores:

C11 - 7812 - circuito integrado regulador de tensão

Cl2 - 74l - circuito integrado (SID)

Q1 - BC547 ou BC548 – transistor NPN de uso geral

D1. D2 - 1N4002 ou equivalentes diodos de silício

D3 - 1N4148 - diodo de uso geral Resistores:

R1 - 47 k ohms

R2 - 10 k ohms

R3 - 4,7 k ohms

P1 - trimpot de 100 k ohms

C1 - 1 000 uF -eletrolítico de 25 V

C2 - 100 uF - eletrolítico de 16 V

 

Diversos:

T1 - Transformador com primário de acordo com a rede local e secundário de 12+12 V com pelo menos 500 mA

F1 - Fusível de 5 A ou de acordo com a carga e relé

K1- Relé de 12 V x 2 A

NTC - NTC de 10 k ohms

S1 - Interruptor de pressão NA

S2 - interruptor simples

X1 ,X2 - Tomadas comuns ou terminais de saída para alimentação

Placa de circuito impresso, soquetes para o integrado e relé, caixa para montagem, suporte para fusível, cabo de alimentação, fios, solda etc.

 

Obs.: S2 deve ser usada para desativar o sistema de alarme.

 

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Momento de agir pensando no futuro

Não temos dúvidas de que estamos diante de uma grande pandemia. As notícias que correm pela mídia, muitas com conteúdo extremamente alarmistas, fazem com que muitas pessoas fiquem desorientadas não sabendo o que fazer. No entanto, uma coisa é certa: temos de seguir as recomendações básicas que impeçam o rápido alastre da epidemia e isso inclui a quarentena.

Leia mais...

Tempo
Matamos o tempo; o tempo nos enterra.
Machadoi de Assis (1839 - 1908) - Memórias Póstumas de Brás Cubas - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)