O Site do Hardware Livre - OSHW

Detector de Radiação Atômica (ART1795)

Este projeto utiliza um detector alternativo de radiação atômica, já que a válvula Geiger que normalmente é empregada neste tipo de aparelho, não é fácil de obter. Existem alternativas de estado sólido, mas são igualmente problemáticas em relação a obtenção, por isso empregamos uma solução interessante puramente experimental.

Os detectores mais comuns usados na detecção de radiação atômica (partículas alfa, beta e gama ou radiação ionizantes) são as válvulas Geiger.

Conforme mostra a figura 1, elas consistem num tubo de vidro co uma janela de quartzo alimentado por alta tensão, próximo do ponto de ionização.

 

   Figura 1 – A válvula Geiger
Figura 1 – A válvula Geiger

 

Quando uma partícula ionizante penetra nesta válvula, que possui uma janela de quartzo deixa a partícula penetrar, ocorre a ionização e um pulso de corrente é produzido.

Este pulso será então amplificado para acionar um indicador ou ainda se reproduzido na forma de um clique num fone ou alto-falante.

Nossa alternativa é interessante, pois podemos dizer que uma lâmpada neon funciona como um tubo Geiger, mas de sensibilidade reduzida.

 

   Figura 2 – A lâmpada neon como detector
Figura 2 – A lâmpada neon como detector

 

Como tubo da lâmpada é de vidro, a penetração das partículas é menor, o que é a causa de sua sensibilidade baixa, mas algumas partículas conseguem atravessá-lo e quando isso ocorre, temos a ionização.

Ligando a lâmpada neon em série com um pequeno buzzer e alimentando-a com uma tensão próxima do ponto de ionização, poderemos ter alguma detecção, conforme mostra a figura 3.

 

   Figura 3 – A lâmpada neon como detector
Figura 3 – A lâmpada neon como detector

 

Neste caso, uma partícula que penetre na lâmpada produz o pulso e com isso o buzzer reproduz um clique.

Basta então ajustar a tensão para o ponto próximo à detecção e teremos um modo simples de detectar radiação atômica de fontes mais intensas.

Assim, nosso circuito consiste num oscilador que alimenta um pequeno transformador, produzindo a alta tensão que precisamos para levar a lâmpada neon próxima do ponto de ionização.

Na figura 4 temos o diagrama completo do detector de radiação.

 

   Figura 4 – Diagrama completo do aparelho
Figura 4 – Diagrama completo do aparelho

 

Para uma versão experimental simples podemos usar uma ponte de terminais para a montagem, conforme mostra a figura 5.

 

   Figura 5 – Montagem em ponte de terminais
Figura 5 – Montagem em ponte de terminais

 

Na montagem, observe a posição dos transistores e a polaridade do diodo e capacitor eletrolítico.

Também podemos fazer a montagem numa matriz de contatos, com a disposição de componentes mostrada na figura 6.

 

   Figura 6 – Montagem em matriz de contatos
Figura 6 – Montagem em matriz de contatos

 

Os resistores são de 1/8 W com qualquer tolerância e o capacitor para 12 V ou mais de tensão de trabalho.

O transformador é de 6 V de secundário com primário de 11-/220 V sendo usado apenas o enrolamento de 220 V.

Use pilhas médias ou grandes para alimentar o circuito, pois o consumo é alto elevado.

A lâmpada neon é comum, mas se o leitor conseguir uma de tamanho maior, poderá obter maior sensibilidade.

Para usar, leve o circuito ao ponto próximo ao disparo da lâmpada, ou seja, um pouco antes dela acender.

A lâmpada neon pode ser montada na ponta de um cabo para ser usada como sensor de exploração.

Outra possibilidade é mostrada na figura 7 em que a lâmpada neon fica fora da caixa protegida por um copinho de plástico.

 

   Figura 7 – Montagem da lâmpada neon do lado externo da caixa
Figura 7 – Montagem da lâmpada neon do lado externo da caixa

 

 

Q1 – BC548 – transistor NPN de uso geral

Q2 – BD136 – transistor PNP de média potência

D1 – 1N4007 – diodo de silício

NE-1 – lâmpada neon comum

BZ- transdutor piezoelétrico, buzzer

T1 – Transformador – ver texto

S1 – Interruptor simples

B1 – 6 V – pilhas médias ou grandes

P1 – 4M7 ohms – potenciômetro

C1 – 100 uF – capacitor eletrolítico

C2 – 100 nF – capacitor cerâmico ou poliéster

C3 – 470 nF x 600 V – capacitor de poliéster

C4 – 100 nF – capacitor cerâmico ou poliéster pára100 V

R1 – 47 k ohms – resistor – amarelo, violeta, laranja

R2 – 1 k ohms – resistor – marrom, preto, vermelho

R3 - 2M2 ohms – resistor – vermelho, vermelho, verde

R4 – 220 k ohms – resistor – vermelho, vermelho, amarelo

Diversos:

Ponte de terminais, suporte de pilhas, fios, solda, caixa para montagem, etc.

 

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

As Atividades do Momento (OP193)

Tivemos duas semanas cheias com lançamentos de livros, eventos, entrevistas e encontros importantes que certamente reverterão em benefícios para aqueles que nos acompanham, tanto no nosso site como em nosso canal de vídeo. Começamos pela entrevista dada ao Luis Carlos Burgos do site Burgos Eletrônica em que falamos um pouco de nossa vida profissional e de nossas pretensões para o futuro.

Leia mais...

Homem
O homem é uma fera domesticada por ela prípria.
(Lhommer est une bête féroce par elle-même apprivoisée.) Pierre Reverdy (1889 1960) O Livro do meu Bordo - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)