O Site do Hardware Livre - OSHW

Eletrólise com Transistor Queimado (ART1740a)

Existe uma quantidade enorme de componentes que podem ser aproveitados de equipamentos queimados, dentre eles os transistores de potência. Veja como utilizar um desses componentes em um experimento tradicional de eletro-química.

Nem sempre a queima de um transistor de potência significa que ele esteja completamente inutilizado.

Em alguns casos, uma de suas duas junções pode permanecer intacta e ela funcionará como um diodo, conforme mostra a figura 1.

 

   Figura 1 – A estrutura e as junções de um transistor
Figura 1 – A estrutura e as junções de um transistor

 

Se testarmos um transistor de potência com um multímetro e constatarmos que uma junção está boa, ou seja, baixa resistência num sentido e alta no oposto, ela pode ser usada como um diodo.

Na figura 2 mostramos como fazer este teste usando duas pilhas, um resistor e um LED.

 

Figura 2 – Encontrando uma junção boa de um transistor queimado
Figura 2 – Encontrando uma junção boa de um transistor queimado

 

 

Assim, podemos aproveitar essa junção e montar uma pequena fonte para eletrólise, conforme mostra a figura 3.

 

Figura 3 – Fonte para eletrólise
Figura 3 – Fonte para eletrólise

 

O transformador pode ser qualquer tipo pequeno que tenha tensões de 5 a 9 V de secundário com correntes de 100 mA a 500 mA.

A montagem da fonte com o conjunto preparado para a eletrólise é mostrada na figura 4.

 

 Figura 4 – Montagem final
Figura 4 – Montagem final

 

A solução em que estão os fios descascados é formada por ácido sulfúrico diluído em água.

O resistor deve ser de fio com pelo menos 1 W de dissipação.

Ligue o aparelho na tomada e observe hidrogênio e oxigênio borbulharem nos tubos de ensaio, resultantes da decomposição da água.

O mesmo arranjo pode ser usado num experimento da galvanoplastia e com o uso de um capacitor de filtro, a fonte poderá alimentar circuitos eletrônicos simples que não exijam tensão regulada.

A capacidade de corrente dependerá do transistor ficando tipicamente em torno de 500 mA para os tipos com invólucros metálicos, como os mostrados nas ilustrações.

 

Q1 – transistor queimado – ver texto

T1 – Transformador – ver texto

R1 – 47 ohms – resistor de 1 W ou mais – ver texto

S1 – Interruptor simples

F1 – fusível de 1 A

 

Diversos:

Ponte de terminais, cabo de força, suporte para o fusível, material para a eletrólise, solda, fios, etc.

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mês de Muito Trabalho (OP197)

   Estamos em setembro de 2018 e continuamos com nosso trabalho, realizando palestras, viagens, escrevendo artigos, livros e muito mais. Em nossas duas últimas palestras, uma na Uninove e a outra na ETEC Albert Einstein, ambas de São Paulo, pudemos constatar de forma bastante acentuada um fato importante , que constantemente salientamos em nosso site desde seu início. 

Leia mais...

Pensar
A coisa mais difícil do mundo é dizer pensando o que todos dizem sem pensar. (Le plus difficile Du monde est dire em y pensant CE qui tout Le mond dit sans y penser.)
Alain (1888 - 1951) - História de Meus Pensamentos - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)