Carregador de Bateria com Corrente Ajustável (ART1636)

Escrito por Newton C Braga

Este útil carregador para baterias de carro, moto e outras tem o recurso do ajuste da intensidade da corrente de carga, o que é muito importante em alguns casos. O circuito é simples podendo ser montado com componentes acessíveis.

Um carregador de baterias é importante não só para quem tem um veiculo e precisa deste tipo de aparelho como nas oficinas para eventuais cargas rápidas ou simples de baterias, acumuladores de sistemas no-brake, inversores e outros.

O carregador que descrevemos não é automático, precisando a carga ser controlada pelo tempo em que permanece no carregador.

O circuito se baseia no fato de que, para carregar uma bateria precisamos fazer circular através dela uma corrente com sentido contrário ao da corrente que ela fornece a uma carga alimentada, conforme mostra a figura 1.

 

   Figura 1 – A carga de uma bateria
Figura 1 – A carga de uma bateria

 

A intensidade da corrente de carga depende do tipo de bateria e do tempo total em que ela chega à carga total.

Nos tipos comuns temos as chamadas cargas lentas com correntes menores que são recomendadas por garantirem uma durabilidade maior para a bateria e a carga rápida com corrente intensa, não recomendada.

Nosso aparelho produz correntes de carga até 5 A o que pode ser considerada uma corrente para carga rápida de baterias pequenas e normal para baterias grandes.

O carregador consiste então numa fonte em que podemos ajustar a corrente que será indicada por um instrumento (amperímetro).

 

Montagem

Na figura 2 temos o diagrama completo do carregador.

 

   Figura 2 – Diagrama completo do carregador
Figura 2 – Diagrama completo do carregador

 

Como se trata de montagem que exige fios grossos para as correntes intensas, a melhor escolha é a que faz uso de uma ponte de terminais, conforme mostra a figura 3.

 

   Figura 3 – Montagem em ponte de terminais
Figura 3 – Montagem em ponte de terminais

 

Os transistores devem ser dotados de excelentes dissipadores de calor e os fios de maior corrente devem ser grossos.

Para a conexão da bateria em carga devem ser usados fios grossos com garras de cores diferentes.

O transformador tem secundário de 5 A e os diodos retificadores também podem ser os 1N5404.

O potenciômetro deve ser de fios e os resistores devem ter as potências especificadas na lista de materiais.

O amperímetro é do tipo de ferro móvel ou equivalente com fundo de escala de 5 A.

A conexão dos transistores deve ser observada assim como a polaridade de diodos e do indicador de corrente.

 

Q1, Q2 -2N3055 – transistores de potência

D1,D1 – BYX38 ou equivalentes – diodos de 50 V x 5 A

LED1 – LED vermelho comum

T1 – Transformador – 15 + 15 V x 5 A - ver texto

M1 – 0-5 A – amperímetro

F1 – 2 A- fusível

F2 – 5 A – fusível

P1 – 470 ohms – potenciômetro de fio

C1 – 1 000 uF x 25 V – capacitor eletrolítico

S1 – interruptor simples

G1, G2 – garras jacaré

R1 – 220 ohms x 1 W – resistor de fio

R2, R3 – 0,22 ohms x 2 W – resistores de fio

R4 – 1k2 x 1/8 W – resistor – marrom, vermelho, vermelho

 

Diversos:

Ponte de terminais, dissipadores para os transistores, cabo de força, suportes de fusíveis, fios, solda, etc.