NOSSAS REDES SOCIAIS -

Variac DC (ART1571)

Com este circuito é possível controlar a corrente e a tensão de um circuito de corrente contínua até 12 V com 2 A. O circuito é ideal para funcionar como controle de velocidade e de potência de pequenos projetos, sendo muito simples de montar.

Na verdade, o circuito consiste numa espécie de reostato eletrônico, onde o controle principal da corrente não é feito por um componente passivo, mas sim por um transistor.

Desta forma, no controle podemos utilizar um potenciômetro de muito menor dissipação, o que significa um barateamento do projeto.

O circuito usa componentes comuns e é simples de montar, podendo operar com tensões de 6 a 12 V de entrada sem problemas.

 

Como Funciona

O circuito consiste num regulador linear de tensão do tipo ajustável, onde a tensão de saída é determinada pelo ajuste de um potenciômetro.

Nele, o grau de condução de um transistor é determinado pela sua polarização de base que é feita pelo potenciômetro.

Podemos então ajustar a resistência apresentada pelo transistor e com isso a tensão e corrente aplicadas à carga.

A entrada tanto pode ser uma bateria como uma fonte fixa.

 

Montagem

Começamos por dar o diagrama completo do Variac.

 

Figura 1 – Diagrama completo do Variac
Figura 1 – Diagrama completo do Variac

 

Como são utilizados poucos componentes temos a opção de uma montagem em ponte de terminais, se bem que uma montagem em placa sempre é melhor.

A disposição dos componentes no caso de uma ponte de terminais é mostrada na figura 2.

 

Figura 2 – Montagem em ponte de terminais
Figura 2 – Montagem em ponte de terminais

 

Observe a posição do transistor e a polaridade de diodos e capacitores eletrolíticos.

Os capacitores eletrolíticos são para 15 V ou mais e os resistores de 1/8 W.

O potenciômetro deve ser de fio.

 

Prova e Uso

Na figura 3 temos uma aplicação interessante para este circuito que é a determinação da tensão de disparo de um relé.

 

Figura 3 – Determinação da tensão de disparo de um relé
Figura 3 – Determinação da tensão de disparo de um relé

 

 

Vá aumentando a tensão no variac até o relé disparar.

Basta então ler o valor dessa tensão no multímetro, lembrando que na realidade o relé já dispara com uma tensão um pouco abaixo da nominal.

Para determinar corrente de disparo, o procedimento é o mesmo, mas com a conexão do relé conforme mostra a figura 4.

 

    Figura 4 – Determinando a corrente de disparo
Figura 4 – Determinando a corrente de disparo

 

 

Para utilizar em outras aplicações, respeite os limites de corrente do aparelho.

 

 

Q1 – TIP31 – transistor NPN de potência

P1 – 1 k – potenciômetro de fio

R1 – 470 ohms – resistor – amarelo, violeta, marrom

R2, R3 – 1 k ohms – resistores – marrom, preto, vermelho

C1 – 100 uF – capacitor eletrolítico

C2 – 1 uF – capacitor eletrolítico

C3 – 10 uF – capacitor eletrolítico

Diversos:

Ponte de terminais, radiador para o transistor, fios, solda, garras, caixa para montagem, etc.

 

 

 

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mundo diferente (OP203)

Em plena pandemia já estamos nos preparando para o mundo diferente que teremos a partir de agora. A disruptura que está ocorrendo está mudando nossos hábitos de uma forma que sabemos ser irreversível. Os hábitos de compras, os eventos, festas, o ensino, tudo mais deve mudar com o uso predominante da tecnologia.

Leia mais...

Tempo
Matamos o tempo; o tempo nos enterra.
Machadoi de Assis (1839 - 1908) - Memórias Póstumas de Brás Cubas - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)