NOSSAS REDES SOCIAIS -

Alarme Sem Fio em FM (ART1536)

Este circuito emite um sinal de alarme que é captado num receptor de FM. Instalado num carro, ele pode enviar um sinal a um receptor, avisando que está sendo roubado. O alcance é da ordem de algumas centenas de metros dependendo da sensibilidade do receptor.

A ideia deste circuito é simples: em lugar de disparar um alarme no local em que se encontra ele envia um sinal para um receptor remoto que então produz um sinal de alarme sonoro.

O alcance depende das condições de propagação do sinal no local e da sensibilidade do receptor, podendo ultrapassar os 200 metros.

O sistema é temporizado, graças ao uso de circuitos integrados do tipo 555, e seu consumo é baixo na condição de espera.

 

Como Funciona

Na figura 1 temos o diagrama de blocos que representa este alarme.

 

   Figura 1 – Diagrama de blocos do alarme
Figura 1 – Diagrama de blocos do alarme

 

Começamos por analisar o circuito transmissor.

Nele temos um sistema monoestável com diversas entradas onde serão ligados os sensores.

No exemplo dado temos três sensores que devem ser aterrados momentaneamente de modo a produzir um pulso de disparo.

Quando estes sensores são aterrados, a saída de cI-1 vai ao nível alto por um tempo determinado por R2 e C4.

Este tempo é o tempo em que o alarme ficará soando em caso de disparo.

O sinal deste circuito controla um segundo 555 na configuração astável que é o CI-2.

Este circuito produz um sinal de áudio cuja frequência é determinada por R3, R4 e C5.

Este sinal de áudio é usado para modular um transmissor de FM com base num transistor de baixa potência.

A frequência deste transmissor é ajustada em CV, devendo ser procurada uma frequência livre da faixa de FM.

Na instalação do sistema, conforme mostra a figura 2, devemos ter cuidado para que estruturas metálicas não atenuem o sinal.

 

    Figura 2 – Estruturas metálicas atenuam o sinal
Figura 2 – Estruturas metálicas atenuam o sinal

 

O receptor para os sinais é um pequeno rádio FM sintonizado na frequência de transmissão.

O sinal de áudio da modulação do transmissor é retirado do receptor pela tomada de fone, ou mesmo de uma ligação em paralelo com o alto-falante.

Na figura 3 temos o modo como o sinal deve ser retirado do pequeno receptor de FM.

 

Figura 3 – retirando o sinal modulado do receptor
Figura 3 – retirando o sinal modulado do receptor

 

Este sinal é aplicado a um PLL com o circuito integrado NE567.

O sinal de áudio é sintonizado no PLL para que acione um circuito oscilador formado por transistores.

Este circuito emitirá um som quando o sinal do transmissor modulado em tom for captado.

O receptor é alimentado por uma fonte de alimentação estabilizada, pois deve ficar permanentemente ligado.

 

Montagem

Começamos por dar o diagrama completo do transmissor na figura 4.

 

   Figura 4 – Diagrama do transmissor
Figura 4 – Diagrama do transmissor

 

Este circuito pode ser montado numa placa de circuito impresso com o padrão mostrado na figura 5.

 

Figura 5 – A placa de circuito impresso
Figura 5 – A placa de circuito impresso

 

Nesta placa foi previsto um trimmer antigo de porcelana, mas ela pode ser alterada para trimmers plásticos modernos.

Este componente pode ter valores máximos entre 10 e 30 pF.

A bobina é formada por 4 espiras de fio rígido, podendo ser do tipo telefônico, com diâmetro de 1 cm.

A antena consiste num pedaço de fi o de 30 cm a 50 cm, devendo ficar em posição vertical, longe de objetos metálicos.

Os capacitores do setor de RF (C7 e demais) devem ser do tipo cerâmico de boa qualidade.

Os eletrolíticos são para 15 V ou mais de tensão de trabalho.

Na figura 6 temos o diagrama do receptor.

 

Figura 6 – Diagrama do receptor
Figura 6 – Diagrama do receptor

 

A placa de circuito impresso para o receptor é mostrada na figura 7.

 

Figura 7 – Placa para o receptor
Figura 7 – Placa para o receptor

 

O transformador tem 12 + 12 V com uma corrente de 300 a 500 mA e primário de acordo com a rede local.

Os demais componentes são comuns.

 

Prova e Uso

Ligue o transmissor e o receptor estando um a uma distância de 2 a 3 metros do outro.

O receptor deve estar sintonizado numa frequência livre, inicialmente sem o circuito de alarme conectado.

Sintonize CV do transmissor até que o sinal do transmissor seja captado, na forma de uma portadora sem modulação.

Aterre por um momento uma das entradas sensoras.

O alarme deve disparar com a emissão de um apito pelo alto-falante do receptor.

Uma vez que o sinal seja captado, ligue a saída do decodificador e dispare novamente o alarme.

Ajuste então o trimmer do receptor (P1) para que o sinal seja decodificado e o alto-falante do sistema emita som.

Se o alarme for alimentado pela bateria do carro, o fusível de proteção de entrada é importante.

Depois disso, é só fazer a instalação do alarme no local desejado.

 

Transmissor

CI-1 e CI-2 – 555 – circuito integrado

Q1 – BF494 – transistor NPN de RF

L1 – Bobina – ver texto

CV – trimmer - ver texto

F1 – fusível de 500 mA

C1, C2, C3 e C10 – 100 nF – capacitores cerâmicos

C4 – 470 µF – capacitor eletrolítico

C5 – 22nF – capacitor cerâmico ou poliéster

C6 – 10 nF – capacitor cerâmico ou poliéster

C7 – 4,7 nF – capacitor cerâmico

C8 – 4,7 pF – capacitor cerâmico

C9 – 1 000 µF – capacitor eletrolítico

R1, R3 e R4 – 10 k Ω x 1/8 W – resistores – marrom, preto, laranja

R2 – 1 M Ω x 1/8 W – resistor – marrom, preto, verde

R5 – 12 k Ω x 1/8 W – resistor – marrom, vermelho, laranja

R6 – 82 k Ω x 1/8 W – resistor – cinza, vermelho, laranja

R7 – 100 Ω x 1/8 W – resistor – marrom, preto, marrom

Diversos:

Placa de circuito impresso, caixa para montagem, sensores, fios, solda, etc.

 

Receptor

CI-1 – 567 – circuito integrado

Q1 e Q3 - BC558 – transistor PNP de uso geral

Q2 – BC548 – transistor NPN de uso geral

LED – ED vermelho comum

D1 e D2 – 1N4002 – diodos de silício

P1 – 100 k Ω – trimpot

FTE – 4 ou 8 Ω – pequeno alto-falante

T1 – Transformador de 9 + 9 V com 250 a 500 mA

CI-2 – 7806 – circuito integrado

C1 e C2 – 100 nF – capacitor cerâmico ou poliéster

C3 – 10 µF – capacitor eletrolítico

C4 – 15 nF – capacitor cerâmico ou poliéster

C6 – 33 nF – capacitor cerâmico ou poliéster

C7- 100 µF – capacitor eletrolítico

C8 – 1 000 µF – capacitor eletrolítico

R1 – 100 Ω x 1/8 W – resistor – marrom, preto, marrom

R2 – 100 k Ω x 1/8 W – resistor – marrom, preto, amarelo

R3, R5 e R8 – 1k Ω x 1/8 W - resistores – marrom, preto, vermelho

R4, R7 – 56 k Ω x 1/8 W – resistor – verde, azul, laranja

R6 – 33 k Ω x 1/8 W – resistor – laranja, laranja, laranja

Diversos:

Placa de circuito impresso, caixa para montagem, fios, solda, etc.

 

 

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mundo diferente (OP203)

Em plena pandemia já estamos nos preparando para o mundo diferente que teremos a partir de agora. A disruptura que está ocorrendo está mudando nossos hábitos de uma forma que sabemos ser irreversível. Os hábitos de compras, os eventos, festas, o ensino, tudo mais deve mudar com o uso predominante da tecnologia.

Leia mais...

Ações
A maioria dos homens é mais capaz de grandes ações do que de boas (La plupart des hommes sont plus capables de grandes aftions que de bonnes)
Montesquieu - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)