O Site do Hardware Livre - OSHW

Estroborrítmica (ART1534)

Este circuito consiste num efeito de luz para festas, shows e conjuntos musicais que combina as piscadas rápidas da luz estroboscópica com as variações da luz rítmica. Simples de montar ele se aplica às lâmpadas incandescentes que, já estão ficando raras. A vantagem da sua montagem está na simplicidade e no baixo custo.

A luz estroboscópica pisca rapidamente dando um efeito de paralisação dos movimentos, normalmente empregando-se lâmpadas de xenônio de alta potência.

Por outro lado, as luzes rítmicas, mudam de intensidade de acordo com as variações do som de um amplificador.

O que descrevemos neste artigo é um circuito que combina os dois efeitos, sendo de grande simplicidade, pois usa uma lâmpada incandescente comum e poucos componentes adicionais.

O circuito pode funcionar tanto na rede de 110 V como 220 V e o sinal modulador é obtido da saída de alto-falante de qualquer amplificador comum.

 

Como Funciona

Um SCR é usado para controlar as piscadas de uma lâmpada comum incandescente até 100 W.

Infelizmente pelo tipo de controle a lâmpada não piscará com toda a sua intensidade, mas o circuito pode ser alterado para utilizar um controle de onda completa.

Na comporta deste SCR, para dispará-lo, ligamos um oscilador de relaxação com uma lâmpada neon comum.

As piscadas desta lâmpada são determinadas pelo ajuste de P1 e pelo valor do capacitor C1.

As lâmpadas incandescentes tem uma grande inércia de filamento não admitindo velocidade muito elevadas para as piscadas, mas consegue-se um bom efeito na faixa de 1 a 10 piscadas por segundo.

A frequência das piscadas pode ser modulada ou alterada pela presença de um sinal de áudio.

Isso efeito com o uso de um transformador, um potenciômetro (P2) para ajuste de modulação e um diodo (D2).

Assim, os sinais de áudio aplicados à entrada do circuito fazem com que a velocidade das piscadas mude, numa taxa determinada pelo ajuste de P2.

O resistor Rx determina a intensidade do sinal modulador, de acordo com a potência do amplificador.

A seguinte tabela serve para obter os valores de Rx:

Até 5 W – 10 Ω x 1W

5 a 30 W – 22 Ω 1 W

30 a 50 W – 470 Ω x 1 W

50 a 200 W – 1 k x 1 W

 

Montagem

Na figura 1 temos o diagrama complete do aparelho.

 

   Figura 1 – Diagrama completo do aparelho
Figura 1 – Diagrama completo do aparelho

 

A montagem ideal faz uso de uma placa de circuito impresso, mas como o circuito não é crítico, ele pode ser implementado com base numa pequena ponte de terminais, conforme mostra a figura 2.

 

Figura 2 – Montagem em ponte de terminais
Figura 2 – Montagem em ponte de terminais

 

O máximo de cuidado deve ser tomado para que os fios não encoste um nos outros ou nos terminais de componentes em pontos indevidos, pois isso pode causar cursos.

Também devemos observar que o aparelho é ligado diretamente à rede de energia, podendo causar choques em que tocar em suas partes.

O circuito deve ser instalado em caixa de madeira ou plástico.

O transformador, por outro lado, garante o isolamento do amplificador que vai excitar o sistema, para maior segurança.

Este transformador tem primário de 110/220 V e secundário de 6 + 6 V com corrente na faixa de 200 a 500 mA.

O SCR deve ser dotado de um dissipador de calor e C2 deve ter uma tensão de isolamento de pelo menos 400 V.

O diodo D1 será o 1N4004 se a rede for de 110 V e o 1N4007 se a rede for de 220 V.

 

Prova e Uso

Alimente o circuito e observe se P1 ajusta corretamente as piscadas da lâmpada.

Depois, ligue a entrada do circuito à saída de um amplificador e ajuste seu volume para um ponto desejado.

Ajuste agora P1 para que o som amplificador module as piscadas da lâmpada.

 

SCR – TIC106B (110 V) ou TIC106D (220 V) diodo controlado de silício

D1, D2 – 1N4004 ou 1N4007 – diodos retificadores

NE01 – Lâmpada neon comum

F1 – 2 A- fusível

T1 – Transformador – ver texto

X1 – Lâmpada incandescente de 5 a 100 W

P1 – 2M2 – potenciômetro

P2 – 47k – potenciômetro

C1 – 470 nF – capacitor de poliéster

C2 – 470 nF x 400 V – capacitor de poliéster

R1 – 47 k Ω x 1/8 W – resistor – amarelo, violeta, laranja

R2 – 22 k Ω x 1/8 W – resistor – vermelho, vermelho, laranja

R3 – 470 k Ω x 1/8 W – resistor – amarelo, violeta, amarelo

Rx – ver texto

Diversos:

Ponte de terminais ou placa de circuito impresso, caixa para montagem, suporte para fusível, cabo de força, fios, solda, etc.

 

 

 

 

BUSCAR DATASHEET


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Opinião

Mês de Muito Trabalho (OP197)

   Estamos em setembro de 2018 e continuamos com nosso trabalho, realizando palestras, viagens, escrevendo artigos, livros e muito mais. Em nossas duas últimas palestras, uma na Uninove e a outra na ETEC Albert Einstein, ambas de São Paulo, pudemos constatar de forma bastante acentuada um fato importante , que constantemente salientamos em nosso site desde seu início. 

Leia mais...

Trabalho
O trabalho persistente vence tudo. (Labor omnia vincit improbus.)
Virgílio (70-19 a.C.) - Geórgicas I - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)