Scrambler Telefônico (ART2678)

Escrito por Newton C Braga

Uma possibilidade interessante de se tornar incógnito numa chamada telefônica consiste em se enviar pela linha um sinal que não possa ser entendido por alguém que ouça a gravação. Um tipo de equipamento interessante para esta finalidade é o “scrambler” ou embaralhador.

Este artigo faz parte de um dos meus livros de espionagem.

 

Trata-se de um circuito que modifica a frequência da voz antes de transmiti-la pela linha, de modo que ela se torne incompreensível. No receptor deve ser usado um decodificador.

Na figura 1 temos um circuito para transmissão via rádio de um sinal embaralhado.

 

Figura 1 – Um scrambler simples
Figura 1 – Um scrambler simples

 

Na recepção tiramos o sinal do falante do receptor e o aplicamos a circuito idêntico ligado na entrada de um amplificador.

No circuito da figura 2 temos tanto a transmissão como a recepção do sinal por telefone.

 

Figura 2 – Transmissão e recepção
Figura 2 – Transmissão e recepção

 

Para usar coloca-se a chave S na posição confidencial, depois de fazer a chamada com a chave S na posição normal. Devemos ouvir um tom do oscilador indicando o funcionamento do sistema. Ocorrendo isso a conversa poderá continuar normalmente, deforma confidencial.

 

SEMICONDUTORES

D1, D2, D3 e 04 - Diodo1N4148

IC1 - 555 - circuito integrado

 

RESISTORES

R1 – 1 k x 1/8 W (marrom. preto, vermelho)

 

CAPACITORES

C1 - 100 nF x 250 V - epóxi ou poliéster

C2 - 2,2 µF x 63 V - eletrolítico

C3 - 47 µF x 10 V - eletrolítico

 

DIVERSOS

T1, T2 e T3 - Transformador de Áudio do tipo saída Push-pull para transistor (1 k x 2/ 8 Ω com tomada central)

B1 - 4,5 V - 3 pilhas ou bateria

S1 - Chave 4 x 2