O Site do Hardware Livre - OSHW

Reativador de pilhas (ART452)

Este é um artigo da série Mini Projetos, publicado em 1997, mas ainda atual, pelos componentes que usa. Também pode ser usado com finalidades didáticas e em feiras de ciências, dado seu baixo custo. Os componentes podem até ser obtidos em sucatas.

Conforme sabemos as pilhas comuns ou alcalinas não admitem recarrega. No entanto, quando estas pilhas ou baterias se aproximam do final da sua vida útil, existe a possibilidade de aplicarmosr um "estímulo" que tem por finalidade fazer com que o restante da substância ativa (eletróliito) existente no seu interior tenha uma reativação. O resultado é que com este procedimento é possível estender o seu bom desempenho por algum tempo.

O estímulo ou "reativação", tem por finalidade simplesmente prolonga a vida útil da pilha comum é obtido através de uma corrente que circula no sentido contrário da corrente de carga normal, ou seja, àquele que corresponde  ao seu fornecimento de energia.

Se o leitor vai usar muitas pilhas em seus experimentos ou ainda deseja mostrar de que modo as pilhas podem ser reativadas a montagem deste projeto pode ser interessante.

O aparelho simples que descrevemos permite a reativação de pilhas comuns pequenas, médias ou grandes e prolongará sua vida útil. Ele consiste basicamente numa fonte de alimentação com limitação de corrente.

 

COMO FUNCIONA

A corrente que deve circular pelas pilhas para sua reativação deve ser contínua e deve haver algum tipo de dispositivo que limite sua intensidade. Se a corrente for muito intensa pode ser gerado calor excessivo no interior da pilha e até bolhas de gases que farão a pilha vazar, ou o que é mais grave, explodir.

Assim, no nosso carregador temos na entrada um transformador que abaixa a tensão da rede de energia a um valor seguro e ao mesmo tempo isola a rede de modo que não haja perigos de choques no seu manuseio.

A tensão alternada obtida no transformador é então retificada por diodos e depois de filtrada aplicada a um resistor em série com as pilhas que devem ser reativadas. O resistor é o limitador de corrente que impede que corrente elevadas circulem causando assim problemas de aquecimento ou mesmo perigo de explosão.

 

MONTAGEM

Na figura 1 temos o diagrama completo do aparelho.

 

Diagrama completo do reativador de pilhas
Diagrama completo do reativador de pilhas

 

Na figura 2 temos a disposição de seus componentes numa ponte de terminais.

 

Reativador de pilhas na ponte de terminais
Reativador de pilhas na ponte de terminais

 

O transformador tem enrolamento primário de acordo com a rede de energia (110 V ou 220 V) e secundário de 9+9 V com corrente de 300 a 500 mA.

 

Os diodos são do tipo 1N4002 ou equivalentes e o capacitor eletrolítico deve ter uma tensão de trabalho de 16 V ou mais. Os resistores R1 e R2 que determinam a intensidade da corrente de reativação conforme as pilhas são de 1 watt ou maiores.

A chave S1 faz a comutação do resistor, determinando assim a intensidade da corrente de reativação das pilhas conforme o seu tipo.

Para as pilhas sugerimos o uso de suportes de acordo com seu tamanho. Observe que a ligação do suporte deve ser feita com atenção à polaridade dos fios.

 

PROVA E USO

Basta colocar as pilhas a serem reativadas no suporte e ligar o aparelho. Verifique também se as pilhas em recarga já não se encontram em estado avançado demais de descarga quando já existem sinais de vazamentos ou corrosão. Neste caso não tente reativar pois além de não haver possibilidade de termos um bom resultado elas podem ainda vazar colocando em risco a integridade do aparelho.

Não tente reativar qualquer outro tipo de pilha que não sejam as comuns, pois existe o risco de vazamento ou explosão.

O tempo de reativação de pilhas secas comuns pode variar entre 30 minutos e 2 horas. Se depois deste tempo alguma das pilhas não "der sinais de recuperação", não tente mais, pois já não existe substância que possa ser reativada no seu interior. Jogue a pilha fora.

Ao conectar o suporte de pilhas observe sempre a polaridade pela cor das garras.

 

O QUE EXPLICAR

Explique o princípio de funcionamento das pilhas comuns e porque elas não podem ser realmente recarregadas: a reação que produz energia é irreversível.

Mostre de que modo uma corrente elétrica circulando pela pilha pode reativar.

Explique nas pilhas recarregáveis e baterias o princípio de funcionamento é outro e a corrente inversa realmente reverte a reação química recarregando-as.

 

SUGESTÕES

Se tiver habilidade veja como fabricar um acumulador chumbo-ácido. Este acumulador pode ser recarregado realmente muitas vezes pelo nosso aparelho. Veja entretanto, que neste acumulador entram substâncias tóxicas que exigem manuseio muito cuidadoso. Peça orientação ao professor de ciências para sua montagem.

Este aparelho pode também recarregar realmente as pilhas do tipo Nicad. Aproveite para explicar como elas funcionam.

Esta fonte de alimentação também pode ser usada em experimentos que envolvam campos de corrente ou outras aplicações que exijam correntes contínuas.

 

D1, D2 - 1N4002 ou equivalente - diodos de silício

T1 - Transformador com primário de acordo com a rede local e secundário de 9 + 9 V x 300 mA

C1 - 470 µF/16 V - capacitor eletrolítico

R1 - 47? x 1 W - resistor - amarelo, violeta, preto

R2 - 100 ? x 1 W - resistor - marrom, preto, marrom

S1 - Chave de 1 pólo x 2 posições

 


Diversos:

Caixa para montagem, cabo de alimentação, ponte de terminais, suporte de pilhas, garras jacaré, fios, solda, etc.

 

 M

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mês de Aniversário - 10 Anos (OP195b)

Este é um mês especial para nós. Comemoramos o décimo aniversário do Instituto Newton C. Braga e de nosso site. O que se pensou inicialmente que seria um pequeno blog para dar continuidade ao meu trabalho de até então 50 anos se tornou um verdadeiro portal da eletrônica com edições em espanhol e em inglês. Na verdade, quando isso ocorreu o pensamento de alguns é que as coisas na internet estavam com os dias contados. Era uma “Febre de Momento” como ouvi dizer de alguns. Não era e fomos em frente.

Leia mais...

Artista
O artista é um homem para quem o mundo exterior existe. (Lartiste est um homme pour qui le monde extérieur existe.)
Theíphile Gautier (1811 1872) Citado por André Gide - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)