Biofeedback (PN018)

Escrito por Newton C Braga

Esta versão de biofeedback utiliza transistor unijunção, mas pode ser implementada com facilidade para os que gostam do assunto desta seção. Neste circuito, a pressão dos dedos e a concentração controlam as piscadas de um LED. O circuito é alimentado por pilhas ou bateria e muito fácil de montar.

Descrevemos um oscilador que é controlado pela resistência da pele e a pressão sobre um eletrodo.

Concentrando-se de modo a manter constante a piscada dos LEDs a pessoa pode conseguir uma condição relaxamento.

Os eletrodos consistem em duas chapinhas de metal ou mesmo duas pilhas gastas que devem ser seguras com a pressão controlada.

 

Como Funciona

Um transistor unijunção funciona como oscilador de relaxação tendo a frequência determinada por C1 e pelo ajuste da polarização por P1, além da resistência entre os eletrodos.

O sinal deste circuito é aplicado a um transistor amplificador que excita um LED.

Desta forma, as piscadas do LED dependerão do grau de pressão das mãos ou dedos sobre o eletrodo.

 

Montagem

Na figura 1 damos o diagrama completo do aparelho.

 

   Figura 1 – Diagrama completo
Figura 1 – Diagrama completo

 

Uma primeira opção de montagem, mais simples e menos crítica, é a que faz uso de uma ponte de terminais, mostrada na figura 2.

 

   Figura 2 – Montagem em ponte de terminais
Figura 2 – Montagem em ponte de terminais

 

No entanto, uma montagem melhor pode ser feita numa placa universal ou matriz de contato com a disposição de componentes mostrada na figura 3.

 

   Figura 3 – Montagem em matriz
Figura 3 – Montagem em matriz

 

Na montagem, tenha cuidado com a posição dos transistores e a polaridade do LED.

Os resistores são de 1/8 W e os capacitores eletrolíticos para 12 V ou mais.

Na figura 4 temos uma sugestão de caixa para montagem, mostrando os eletrodos feitos com pilhas gastas.

 

   Figura 4 – Sugestão de montagem
Figura 4 – Sugestão de montagem

 

As pilhas devem ter a pintura raspada de modo a melhorar o contato com as mãos.

Cuidado para não usar pilhas muito gastas que já dêem sinais de vazamentos.

Para usar, ajuste P1 para o ritmo desejado das piscadas e depois veja a ação de sua mão ou dedos sobre os eletrodos.

 

Q1, Q2 – BC548 – transistores NPN de uso geral

Q1 – 2N2646 – transistor unijunção

LED – LED comum de qualquer cor

S1 – Interruptor simples

B1 – 6 ou 9 V – pilhas ou bateria

X1, X2 – eletrodos – ver texto

P1 – 4M7 – potenciômetro

R1 – 100 k Ω – resistor – marrom, preto, amarelo

R2 – 10 k Ω – resistor – marrom, preto, laranja

R3 – 470 Ω – resistor – amarelo, violeta, marrom

R4 – 560 Ω – resistor – verde, azul, marrom

C1 – 2,2 µF – eletrolítico

C2 – 100 µF – eletrolítico

Diversos:

Ponte de terminais ou matriz de contactos, suporte de pilhas ou conector de bateria, caixa para montagem, fios, solda, etc.