Crie seu próprio vestível ou IoT (NT041)

Quando falamos em vestíveis (wearables) logo nos vem à mente as mais recentes criações que vão de óculos com internet. Casacos com GPS e até mesmo alguns dispositivos com finalidade médica que noticiamos neste site. No entanto, para os leitores que estão em busca de um produto se tornando assim “makers” ou que precisam de uma boa ideia para um TCC, como ter novas ideias? Este artigo dá algumas dicas de como proceder neste caso.

Com a possibilidade de se obter circuitos e acessórios mecânicos cada vez menores, com menor consumo de energia e desempenhos de processamento, comunicação e controle muito maior, podemos dizer que não há limite para o que se pode criar em termos de aplicações em todos os setores: automação, IoT, comunicações e principalmente vestíveis.

Podendo contar hoje com microcontroladores extremamente pequenos, sensores de todos os tipos, LEDs que podem ser costurados numa rouba, linha de costura condutora de eletricidade, placas de comunicação pequenas e de longo alcance e principalmente fontes de energia compactas para alimentar tudo o que colocarmos num vestíveis, o que fazer com tudo isso depende apenas da imaginação de cada um.

Para termos uma boa ideia de um produto, projeto ou simplesmente escrever um artigo sobre um aplicativo, temos de analisar nossa ideia sob diversos ângulos.

Já fizemos uma relação de itens em artigos anterior, da época em que tratávamos de projetos eletrônicos e muitos leitores gostariam de criar alguma coisa. Hoje criar alguma coisa está mais fácil, pois existem mais possibilidades e mais recursos, mas os cuidados na escolha desses projetos ainda são os mesmos.

 

Minha ideia é viável?

Ao se pensar num novo produto é preciso fazer uma cuidadosa análise de sua viabilidade que vai desde o ponto em se procurar saber se não existe algo semelhante no mercado até o ponto de se saber se o produto teria sucesso (ou teve sucesso) quando colocado em prática.

A CES (Consumer Electgronics Show) de Las Vegas que é considerada a maior feira de produtos de eletrônica de consumo do mundo dá uma ideia do que pode ocorrer.

Nela muitos produtos são lançados (versões Beta) e depois praticamente esquecidos por não se tratarem de ideias interessantes ou “que pegam” apesar de serem inovativos e até mesmo curiosos.

Já falamos de robôs que caçam lesmas, torradeiras que se comunicam com a internet, cuecas que curam vícios e muita coisa mais que, no entanto, não vai além de mera curiosidade e tem pouca chance de se tornar um produto comercial rendoso.

Uma pesquisa com amigos e pessoas conhecidas pode ser muito útil para se ter uma ideia da viabilidade do projeto.

Analise bem, pois você está investindo o seu tempo e dinheiro.

Se o trabalho for de formatura (TCC) a viabilidade econômica pode não ser tão importante, mas deve-se tomar muito cuidado sobre a viabilidade técnica e científica.

Esse é justamente outro ponto que deve ser analisado.

 

Viabilidade Técnica e Científica

É comum que o desconhecimento de princípios da física básicos ou mesmo de tecnologia leve muitos a pensar em aplicações que certamente não funcionarão.

Recebemos constantemente E-mails de leitores que tentar montar coisas que violam princípios básicos da física como o da conservação da energia.

Energia não pode ser criada nem destruída, mas somente transformada.

Assim, é comum recebermos consultas de leitores que desejam montar coidas que criam energia, como fontes que partem de uma pilha e fornecem 110 V com 1 000 watts, emissores de sinais com alcance infinito, e muito mais.

Em caso de dúvidas consulte pessoas que conhecem o assunto. Ficar se debatendo em algo que não tem chance de funcionar pode ser muito ruim: perda de tempo e dinheiro.

O que é preciso saber veremos em outro item.

 

Economicamente é interessante?

Um problema importante é saber quanto vais se gastar num projeto e por quanto ele deve ser vendido.

Também é importante saber se o preço pelo qual ele será vendido atrai o comprador.

Outro ponto é saber o que é necessário de equipamento para uma eventual industrialização do produto.

Hoje podemos contar com empresas que fabricam placas e diversos elementos para o projeto e os entregam em qualquer quantidade. Até mesmo fazem o projeto de sua placa, se necessário.

Uma ideia é pensar em utilizar uma impressora 3D para fabricar partes mecânicas de seu projeto, caso elas não existam e a quantidade que você necessite não seja das maiores.

Produtos baseados quase que inteiramente na impressão 3D existem hoje à venda e fazem sucesso. A maioria deles é feita por pequenos “makers” qe criaram alguma coisa em suas casas e vendem os produtos pela internet.

 

Os componentes para seu projeto existem e como obter?

Antes de partir para a elaboração de projeto é importante saber se aquilo que você precisa para sua elaboração existe.

Um local que não apenas você pode saber se seu componente existe, mas também quanto custa e como comprar é no site da MOUSER ELECTRONICS (WWW.mouser.com).

A Mouser não disponibiliza apenas a pesquisa por tipo ou mesmo aspecto, com sua poderosa ferramenta de consulta, mas também acesso aos datasheets e a consulta por famílias.

Na página de entrada você pode pesquisar no sentido de encontrar o produto que deseja de diversas formas, por exemplo, por produto, por tecnologia ou por aplicação, indo ao centro de ferramentas de desenvolvimento (development tools Center) a tecnologias e aplicações (Applications and Technologies) ou por componentes específicos

 

 


 

 

 

No nosso temos artigos que ensinam como comprar da Mouser e assim obter o componente que precisa, e da mais moderna tecnologia, de modo que seu projeto ao sair esteja de acordo com o que há mais de novo na praça.

Veja, por exemplo, o artigo, Comprando componentes importados com prazo de pagamento de 30 dias (R004) - http://www.newtoncbraga.com.br/index.php/eletronica/52-artigos-diversos/12521-comprando-componentes-importados-com-prazo-de-pagamento-de-30-dias-r004 , Comprando componentes eletrônicos no exterior (R002) - http://www.newtoncbraga.com.br/index.php/eletronica/52-artigos-diversos/12485-comprando-componentes-eletronicos-no-exterior-r0002 e Você Usa seu Celular Para Comprar Componentes (ART2998) -

http://www.newtoncbraga.com.br/index.php/component/content/article/38-newton-c-braga/conversando/12582-voce-usa-seu-celular-para-comprar-componentes-art2998

 

Estes artigos oferecem informações básicas de como obter aqueles componentes mais recentes e que permitam implementar tecnologia de ponta em seu projeto.

 

Tenho capacidade para desenvolver o projeto?

Tudo depende do que você deseja saber. Existem projetos simples que usam componentes discretos comuns, facilmente encontráveis e manuseáveis e que, no entanto, são inovadores.

Uma prova disso pode ser encontrada em feiras como a FEBRACE para alunos do ensino fundamental e médio que não dominem profundamente as novas tecnologias.

Nesses projetos, alguns muito simples, vemos a imaginação em ação como sistemas de alimentação de animais baseados em mecanismos de ejeção de fitas de antigos toca-fitas, purificadores de água baseados em ionizadores usado componentes discretos como diodos, e assim por diante.

Para os projetos avançados já temos a feira dos makers (Maker Faire) que foi realizada em Nova York este ano em microcontroladores, placas LoRa, e muito mais foi a base dos projetos.

Veja mais em: http://makerfaire.com/new-york-2016/schedule/

 

Veja o filme em: https://www.youtube.com/watch?time_continue=31&v=dyhfmaqtbWQ

 

O conhecimento básico de eletrônica é fundamental para a maioria dos projetos. O leitor pode aprender muito com os nossos livros:

 

Curso de Eletrônica – Vol 1 - Eletrônica Básica

Curso de Eletrônica - Vol 2 – Eletrônica Analógica

Como Fazer Montagens

Além de livros de projetos

 

Para ir além deve estudar eletrônica digital (Curso de Eletrônica Digital 1 e 2) e microcontroladores (Artigos em nosso site)

 

 

Por onde começar?

Comece tendo ideias. Anote tudo.

Se você vai trabalhar em equipe deve anotar o que se discute em suas reuniões.

Uma boa ideia é adotar um “Diário de Bordo” em que você anotará tudo que discutir nas reuniões e também suas ideias.

Anote os erros que cometer, pois assim eles não serão repetidos.

Procure orientação quando tiver dúvidas. Compartilhe suas ideias, pois aquilo que você está tentando fazer e não consegue já pode ter sido feito por outros que já tem a solução.

Na internet existem muitas comunidades que compartilham suas pesquisas e desenvolvimento e, além disso, no nosso site você encontrará uma enorme quantidade de circuitos prontos para serem usados em seu projeto.

 


Provérbio
Os provérbios se contradizem entre si. Esta é a sabedoria de uma nação.
Stanislaw Jerzy Lec (1909 1956) Ideias Mal Penteadas - Ver mais frases

Instituto Newton C Braga - 2014 - Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site
Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)