Mata Baratas (MA063)

Este circuito dá uma descarga de alta tensão nos insetos matando-os instantaneamente. O circuito consiste numa “armadilha ecológica”, pois não usa substâncias químicas que possam ser prejudiciais ao meio ambiente.

Descrevemos tipo de circuito para matar baratas que emprega apenas recursos eletrônicos.

Trata-se um gerador de alta tensão que usa um eletrodo que serve de armadilha para os insetos.

Quando eles tentam passar por este eletrodo, recebem a descarga de alta tensão que os mata.

Na figura 1 mostramos detalhes deste eletrodo que é feito de tal maneira que os pés do inseto devem tocar em pontos com tensões diferentes, produzindo a descarga.

 

Figura 1 – O eletrodo
Figura 1 – O eletrodo

 

Uma outra maneira de se fazer o eletrodo é mostrada na figura 2, onde colocamos preguinhos numa tabua e trançamos dois fios de modo que eles não encostem um no outro.

 

Figura 2 – Outra forma de fazer o eletrodo
Figura 2 – Outra forma de fazer o eletrodo

 

Para gerar a alta tensão usamos um oscilador de relaxação com lâmpada neon disparando um SCR.

O SCR descarrega um capacitor através do enrolamento de baixa tensão de um pequeno transformador, aparecendo no enrolamento de alta tensão, uma tensão suficientemente alta para eletrocutar o inseto.

O consumo do aparelho é baixo, da ordem de poucos watts o que significa que ele pode ficar ligado por longos períodos.

O circuito funciona tanto na rede de 110 V como de 220 V.

 

Montagem

Na figura 3 temos o diagrama completo do mata-baratas.

 

Figura 3 – Diagrama do mata-baratas
Figura 3 – Diagrama do mata-baratas

 

Como se trata de montagem muito simples, optamos uma versão em ponte de terminais que é mostrada na figura 4.

 

Figura 4 – Montagem em ponte de terminais
Figura 4 – Montagem em ponte de terminais

 

Para a montagem, observe a posição do SCR e a polaridade do diodo.

O SCR pode ser sufixo B ou D se a rede for de 110 V e D se for de 220 V.

Não será necessário dissipador para este componente, pois os pulsos são de curta duração.

Os resistores são de 1/8 W com qualquer tolerância, exceto R1 que é de fio de 10 W conforme a rede de energia. Veja a lista de materiais.

 

O eletrolítico é para 200 V se a rede for de 110 V e 400 V se a rede for de 220 V.

O transformador pode ser de qualquer tipo com primário de 110 V e 220 V e secundário de 12 V com corrente de 200 a 600 mA.

Na figura 5 temos uma outra forma de montarmos uma armadilha para baratas.

 

Figura 5 – Outra opção de armadilha
Figura 5 – Outra opção de armadilha

 

 

Para testar, ligue uma lâmpada neon na saída de alta tensão.

Ela deve piscar.

 


SCR- TIC106B ou D- ver texto
D1 – 1N4004 (110 V) ou 1N4007 (220 V) – diodo retificador
NE-1 – Qualquer lâmpada neon
S1 – Interruptor simples
F1 – 1 A – fusível
C1 – 1 a 4,7 µF – capacitor eletrolítico
C2 – 22 nF – capacitor de poliéster para 100 V ou mais
R1 – 10k (110 V) ou 22k (220 V) – resistor de fio
R2 – 1 M Ω – resistor – marrom, preto, verde
R3 – 22 k Ω – resistor – vermelho, vermelho, laranja
X1 – Eletrodo – ver texto

Diversos:
Ponte de terminais, cabo de força, fios, solda, etc.

 


Paz
Melhor uma paz magra do que uma vitíria gorda. (Better a lean peace than a fat victory.)
Thomaz Fuller - Gnomologia - Ver mais frases

Instituto Newton C Braga - 2014 - Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site
Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)