Osciloscópio - pequeno dicionário de termos técnicos em inglês (INS203)

Os usuários dos osciloscópios encontram frequentemente nos manuais em português e mesmo nos painéis dos próprios aparelhos termos técnicos cujos significados podem causar alguns embaraços, principalmente no momento da utilização.

Damos, a seguir, alguns termos técnicos comuns com seu significado em português e algumas explicações que julgamos importantes.

AC - Alternating Current, que em português é abreviado por CA (corrente alternada) significa um sinal que varia de intensidade de forma repetitiva com o tempo.

 

AC Coupling - Acoplamento AC - trata-se de uma forma de acoplamento de sinal que bloqueia a componente DC (contínua de um sinal) de modo que só sua parte alternada (que varia) seja observada. Uma tensão de ripple, por exemplo, pode ser melhor observada com este recurso.

 

Accuracy (precisão) - refere-se à maneira como se obtém a indicação do valor de um sinal, o mais próximo possível do real.

 

ADC - Analog-to-Digital Converter (Conversor Analógico para Digital) - trata-se de circuito ou componente que converte valores analógicos de uma grandeza em sinais digitais binários.

 

Acquisition (aquisição) - é o processo de amostragem dos sinais de uma entrada para sua digitalização.

 

Aliasing - (falsificando) - trata-se da apresentação falsa de um sinal na tela de um osciloscópio digital pela velocidade de amostragem insuficiente quando se trata de altas frequências. A velocidade de amostragem é baixa demais para visualizar o sinal de entrada.

 

Alternate Mode (Modo alternado) - trata-se de uma modalidade de operação em que o osciloscópio logo que termina de traçar o sinal de um canal, traça o do outro.

 

Attenuation (Atenuação) - O grau de amplitude em que o sinal é reduzido quando passa por um circuito. Por exemplo, se uma ponta de prova tem uma atenuação x100, isso significa que ela reduz ou atenua a amplitude de um sinal de entrada (tensão, por exemplo) em 100 vezes.

 

Automatic Trigger Mode (Modo de disparo automático) - trata-se de um modo de disparo que faz com que o osciloscópio comute automaticamente, mesmo quando não existem pontos do sinal que possam ser usados para esta finalidade (sincronismo).

 

Auto-set (autofixação) - trata-se de uma função em que o osciloscópio encontra automaticamente uma forma de imagem estável, de tamanho apropriado que possibilite sua melhor observação. O auto-set ajusta automaticamente o número de volts por divisão e o tempo por divisão.

 

Average (médio) - trata-se de uma modalidade de operação em que o osciloscópio faz diversas amostragens de um sinal, processando-o e eliminando o ruído aparente e depois apresenta um sinal que é a média de todas as aquisições ou amostragens.

 

Bandwidth (faixa passante) - Trata-se da especificação do ganho em função da faixa de frequências em que o osciloscópio pode operar. As frequências superior e inferior desta faixa são aquelas em que o sinal é atenuado para 0,707 do máximo, o que corresponde a 3 dB. Muitos osciloscópios possuem como frequência inferior desta faixa os sinais DC, ou seja 0.

 

Channel (canal) - trata-se da entrada ou seleção de sinais que pode variar entre 1 e 4, conforme o equipamento.

 

CRT (TRC) - É o Cathode Ray Tube ou Tubo de Raios Catódicos, em português. É o elemento principal dos osciloscópios tradicionais e consiste na "válvula" que, através de feixes de elétrons, projeta a imagem dos sinais a serem observados numa tela de fósforo.

 

Chop Mode (Modo Comutado) - trata-se de um modo de apresentação do sinal em que pequenas porções de diversos sinais são projetadas simultaneamente de modo que estes sinais possam ser observados do mesmo tempo.

 

Circuit Loading (Carga do Circuito) - é o efeito que a ligação do osciloscópio num circuito tem sobre ele, "carregando-o" e com isso alterando eventualmente o próprio sinal que será observado.

 

Compensation (Compensação) - trata-se de um ajuste que deve ser feito nas pontas de prova x10 para compensar os efeitos da capacitância apresentada pelos circuitos de entrada do osciloscópio.

 

Coupling (Acoplamento) - é o modo segundo o qual os circuitos são interligados. O acoplamento é direto quando sua ligação é feita por um condutor, mas pode ser feito através de componentes como capacitores, transformadores, etc., caso em que temos acoplamentos capacitivos, indutivos, etc.

 

DC (Direct Current) - ou corrente contínua (CC), em português. Um sinal que não varia de intensidade com o tempo.

 

DC Coupling (Acoplamento DC) - Trata-se de um modo de acoplamento para os sinais de entrada de um osciloscópio que permite observar os sinais alternados (AC) e a componente contínua (DC).

 

Delay by Time (Atraso pelo tempo) - trata-se de um modo de disparo (triggering) em que o ponto de disparo da varredura ou aquisição é atrasado em relação a um sinal de disparo de referência constante do sinal a ser observado.

 

Delay Measurement (Medida de Atraso) - é a medida do tempo de atraso entre os pontos de cruzamento por zero de dois sinais.

 

Delay Time (Tempo de atraso) - tempo que ocorre entre um evento e a aquisição ou observação deste evento.

 

Differentiate (Diferencie) - é a capacidade que certos osciloscópios possuem de apresentar na tela a forma de onda de um sinal que corresponde à derivada da função correspondente ao sinal original. Matematicamente, esta derivada corresponde à apresentação das variações do sinal ou "slew rate".

 

Digitizing (Digitalizando) - é o processo segundo o qual um sinal analógico é convertido em sinais digitais representando a amplitude instantânea do sinal a cada amostragem.

 

Division (Divisão) - marcação da gratícula do osciloscópio, que permite a realização de medidas de amplitude e tempo.

 

Earth Ground (Terra) - é a conexão que permite desviar para a terra correntes elevadas.

 

Edge Trigger (Disparo pela Borda) - Neste modo de operação, o disparo ocorre quando o osciloscópio detecta a passagem do sinal por um nível de tensão determinado numa dada direção (denominado trigger slope).

 

Envelope (envolvente) - nesta modalidade de disparo o osciloscópio detecta os pontos de máximo e de mínimo de um sinal.

 

Equivalent-time Sampling (Tempo de amostragem equivalente) - nos osciloscópios digitais a imagem é obtida por amostragens sucessivas do sinal onde os valores instantâneos são convertidos para a forma digital. No modo ramdom equivalent time (tempo equivalente aleatório) o osciloscópio amostra continuamente o sinal, independentemente do sincronismo.

 

Fall Time (Tempo de descida) - é uma medida que é feita num sinal e que é equivalente ao tempo que ocorre entre o instante em que o sinal tem 90% de sua amplitude máxima e apenas 10% da mesma.

 

FFT (Fast Fourier Transform) - A Transformada de Fourier Rápida é uma função que possibilita ao osciloscópio transformar uma forma de onda de um display (tomada como amplitude versus tempo) nas amplitudes das diversas frequências em que a forma de onda pode ser decomposta. Com este procedimento é possível medir a composição harmônica da forma de onda, a sua distorção, analisar filtros e identificar fontes de ruídos em circuitos digitais.

 

Focus (Foco) - é o controle do osciloscópio que ajusta o tamanho do ponto de imagem gerado pelo feixe de elétrons, e assim o foco da imagem.

 

Frequency (frequência) - Número de vezes em que um ciclo do sinal se repete em um segundo. Medida em hertz (Hz)

 

Gated Measurements (Medidas Gatilhadas) - recurso de um osciloscópio que possibilita escolher numa forma de onda as partes que devem ser observadas.

 

Glitch - trata-se de um erro intermitente num circuito.

 

GPIB (General Purpose Interface Bus) - O barramento de interface de uso geral é um protocolo que possibilita a conexão de diversos instrumentos numa rede sob o controle de um computador. Também conhecido como barramento IEEE 488, permite a transferência de dados em 8 linhas paralelas, cinco linhas de controle e cinco linhas adicionais.

 

Graticule (Gratícula) - grade na tela do osciloscópio que determina os eixos horizontal e vertical.

 

Hardy copy (Copia impressa) - recurso que possibilita a impressão ou cópia em papel da forma de onda observada num osciloscópio.

 

HF Reject (Rejeição de Alta Frequência) - este recurso permite a remoção das componentes de alta frequência do sinal de disparo. Desta forma, somente os componentes de baixa frequência passam para o sistema de disparo para controlar a aquisição de dados. Este recurso atenua normalmente sinais acima de 30 kHz.

 

Holdoff Trigger - esta especificação corresponde ao tempo que ocorre entre um sinal de disparo e o instante em que ele pode aceitar um novo sinal para isso. Este tempo determina a estabilidade da imagem.

 

InstaVu Aquisition Mode - Trata-se de um modo de aquisição de dados muito rápido que possibilita a amostragem de 400 000 formas de onda por segundo.

 

Integrate (Integrar) - trata-se do recurso encontrado em alguns osciloscópios que permite a visualização da forma de onda correspondente à integral da função do sinal principal. A integral de um sinal possibilita a visualização da energia e potência envolvidas neste sinal.

 

Interpolation (Interpolação) - trata-se de um modo de processamento de sinal em que o osciloscópio estima as linhas que unem os pontos de amostragem gerados de modo a projetar a forma de onda original como uma linha contínua. Os osciloscópios trabalham com dois tipos de interpolação: linear e sen(x)/x.

No modo linear, o osciloscópio simplesmente determina uma linha reta entre dois pontos sucessivos de amostragem, enquanto que no modo sen(x)/x, o osciloscópio traça uma curva entre os pontos.

 

LF Rejection (Rejeição de Baixa Frequência) - nesta modalidade de operação o osciloscópio remove as componentes de baixa frequência de um sinal que está sendo observado, evitando que elas atuem sobre o gatilhamento. Os osciloscópios comuns rejeitam frequências abaixo de 80 kHz quando nesta modalidade de operação.

 

Logic State Trigger (Disparo Por Estado Lógico) - nesta modalidade de disparo e é feito quando é detectada certa combinação de níveis lógicos nos canais de entrada.

 

Math (Matemática) - capacidade que os osciloscópios digitais mais avançados possuem de manipular matematicamente um sinal. As funções básicas disponíveis nestes casos são a soma, subtração, divisão, multiplicação e inversão.

 

Maximum Input Voltage (Tensão Máxima de Entrada) - trata-se da tensão máxima de um sinal que pode ser aplicada a uma entrada, sem causar danos ao seu circuito.

 

Mean (médio) - medida da média dos valores de amplitude de um sinal em um ciclo completo.

 

Megasamples per Second - MS/s (Milhões de Amostras por Segundo) é a quantidade de amostragens que o osciloscópios faz para projetar um sinal num display.

 

Negative Duty Cycle (Ciclo Ativo Negativo) - medida de tempo que corresponde à relação entre a largura do pulso negativo em relação ao período completo de um sinal. Este valor é expresso como uma porcentagem.

 

Negative Width (Largura Negativa) - medida de tempo que corresponde ao tempo entre dois pontos de determinada amplitude de um sinal. Normalmente este tempo corresponde a 50% da amplitude.

 

Noise Reject (Rejeição de Ruído) - a rejeição de ruído é usado para reduzir a sensibilidade do circuito de disparo.

 

Normal Trigger Mode (Modo de Disparo Normal) - nesta modalidade, o disparo ou gatilhamento é feito quando o osciloscópio detecta no sinal a ser observado um pulso usado para esta finalidade.

 

Noise (Ruído) - tensão indesejável no sinal que vai ser observado.

 

Peak (pico) - é o valor máximo que uma tensão (Vp) ou corrente (Ip) atinge num ciclo de um sinal a ser observado.

 

Peak Detect (Detecção de Pico) - é um modo de aquisição ou operação em que o osciloscópio apresenta na tela a forma de onda entre os pontos de máximo e mínimo de um ciclo do sinal a ser analisado.

 

Peak-to-Peak (Pico-a-Pico) - é a diferença de valores (amplitude) entre os pontos de máximo e de mínimo de um sinal.

 

Peak Detection (Detecção de Pico) - é um modo de aquisição de dados de osciloscópios digitais que possibilita a visualização dos pontos de máxima e de mínimo de um sinal.

 

Phase (Fase) - Medida da diferença entre pontos de mesma amplitude relativa entre dois sinais de mesma frequência ou de frequências harmônicas medidas em graus.

 

Positive Duty Cycle (Ciclo Ativo Positivo) - Relação entre o tempo de duração da parte (pulso) positiva de um sinal e o tempo total (período) do mesmo, expressa na forma de uma porcentagem.

 

Post trigger (Disparo Posterior) - parte de uma forma de onda depois do disparo que contém informações.

 

Pre-trigger (Disparo anterior) - parte de uma forma de onda antes do instante de disparo que contém informações.

 

Probe (Ponta de Prova) - dispositivo usado para ligar o osciloscópio ao circuito em teste.

 

Probe Compensation (Compensação da Ponta de Prova) - ajuste usado para melhorar a resposta de baixa frequência de uma ponta de prova.

 

Pulse Trigger (Disparo por Pulso) - Forma de gatilhamento de um osciloscópio que ocorre quando ele detecta um pulso no sinal.

 

Quantizing (Quantificação) - processo usado para converter uma grandeza analógica (tensão ou corrente) num valor digital.

 

Real Time Sampling (Amostragem em tempo real) - modalidade em que o osciloscópio é rápido o suficiente para produzir uma imagem em apenas um ciclo de amostragem.

 

Record Length (Tempo de Gravação) - número de pontos de uma forma de onda usado para gerar um sinal.

 

Reference Memory (Memória de Referência) - nos osciloscópios digitais a memória de referência é usada para armazenar as formas de onda, que podem ser observadas posteriormente para análise.

 

Rise Time (Tempo de Subida) - tempo que ocorre entre o instante em que um sinal tem 10% de sua amplitude máxima e 90% de sua amplitude máxima.

 

RMS (Root Mean Square) - Valor médio quadrático de uma forma de onda.

 

Roll Mode - Nesta modalidade de operação, o sinal é apresentado na tela antes mesmo de se completar um ciclo de amostragem. Este modo de operação é interessante quando se observa sinais de frequências muito baixas.

 

Runt Trigger - o termo "runt" se refere de maneira popular ao filhote menor de uma ninhada de animais. Tecnicamente, para os osciloscópios trata-se de um pulso muito pequeno para ser detectado em amostragens seguidas.

 

Sample (amostra) - é o valor do sinal no processo de amostragem convertido para a forma digital.

 

Sample Interval (Intervalo de amostra) - é o intervalo entre duas amostragens sucessivas.

 

Sampling (amostragem) - é o processo segundo o qual o osciloscópio mede valores instantâneos da forma de onda a ser projetada convertendo-os para a forma digital.

 

Screen (tela) - é a superfície na qual as imagens das formas de ondas ou sinais são projetadas.

 

Setup/Hold - (Fixar e manusear) - trata-se de uma modalidade de disparo ou gatilhamento em que o osciloscópio dispara quando a fonte de dados muda de estado a partir de um valor fixado ou tempo com base num clock.

 

Signal Processing (Processamento de sinal) - para o caso dos osciloscópios, refere-se às funções que possibilitam trabalhar as formas de onda capturadas como, por exemplo, para medidas de sinal, FFTs, integração, diferenciação, etc.

 

Single Shot (Pulso único) - trata-se de um sinal que acontece apenas uma vez ou um transiente.

 

Single Sweep (varredura única) - nesta modalidade o sinal é projetado por uma única varredura.

 

Slew Rate (Taxa de Crescimento) - é a velocidade com que a amplitude de um sinal cresce ou decresce.

 

Slope (inclinação) - a direção para onde tende um ponto da forma de onda.

 

Sweep (varredura) - movimento do feixe de elétrons na tela de um osciloscópio no sentido de gerar a imagem correspondente à forma de onda.

 

Sweep speed (velocidade de varredura) - velocidade com que se movimenta na tela o feixe de elétrons para gerar a imagem da forma de onda a ser observada.

 

Time Base (Base de tempo) - circuito do osciloscópio que controla a velocidade da varredura horizontal.

 

Time Base Accuracy (Precisão da Base de Tempo) - valor que permite determinar a precisão com que períodos e frequências são medidos com um osciloscópio.

 

Time Base Range (Faixa da Base de Tempo) - faixa de valores entre o mínimo e máximo alcançados pela base de tempo.

 

Timeout Trigger (Disparo fora de tempo) - modo de operação em que o disparo ou gatilhamento ocorre quando o osciloscópio não encontra um pulso de disparo no sinal, depois de um tempo previsto.

 

Trace (Traço) - linha traçada pelo feixe de elétrons ao gerar a figura na tela do osciloscópio.

 

Transient (Transient) - sinal, normalmente de curta duração, que ocorre apenas uma vez. Também denominado "single shot".

 

Trigger (Gatilho) - circuito que inicia a varredura horizontal de um osciloscópio e que determina o ponto de início da forma de onda projetada.

 

Trigger Holdoff - controle que existe no osciloscópio e que faz com que o circuito deixe de procurar um nível de disparo após um certo tempo especificado, depois que termina uma forma de onda.

 

Trigger Level (Nível de disparo) - é a tensão em que o circuito de disparo ou gatilhamento entra em ação.

 

Vertical Bars Cursors (Cursores da Barra Vertical) - são duas barras verticais que são posicionadas na tela para que se possa medir o intervalo de tempo entre os pontos de uma forma de onda. Os osciloscópios que possuem este recurso apresentam de forma numérica o tempo que decorre entre as posições das barras na forma de onda.

 

Vertical Accuracy (Precisão Vertical) - é a precisão com que se pode medir a amplitude de um sinal observado.

 

Vertical Resolution (Resolução vertical) - é dada pelo número de bits usados para a amostragem de um sinal. Para uma digitalização com 8 bits, temos 255 níveis possíveis de resolução.

 

Vertical Sensivity (Sensibilidade vertical) - é a faixa de valores de amplitude de sinais que podem ser observados, normalmente em termos de tensão.

 

Waveform (forma de onda) - é a representação gráfica de um sinal.

 

XY Format (Formato XY) - é um modo de apresentação de formas de onda que compara as tensões de duas formas de onda, ponto por ponto. Esta modalidade é interessante para se estudar a relação de fase ponto a ponto entre duas formas de onda.

 

YT Format (Formato YT) - é o formato convencional usado pelos osciloscópios em que temos um eixo vertical (Y) que representa a amplitude da grandeza analisada, e um eixo horizontal de tempo (T) que corresponde à varredura.

 

Z-Axis (Eixo Z) - é uma entrada de sinal que permite controlar a intensidade (ou brilho) do feixe de elétrons que incide na tela.


Barco
Quem geralmente diz: Estamos todos no mesmo barco é aquele sujeito que é dono do único salva-vidas a bordo da canoa virada.
Ambroise Bierce (1842 1914) Dicionário do Diabo - Ver mais frases

Instituto Newton C Braga - 2014 - Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site
Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)