Tradutores Eletrônicos (ING070/ING071)

Já há um bom tempo existem tradutores eletrônicos, ou seja, programas que podem fazer traduções completas de textos, passando-os de um idioma para outro. Muitos tradutores já estão disponíveis na internet, permitindo que textos sejam passados do inglês para o português e vice-versa. Analisaremos esses tradutores, mostrando aos leitores suas vantagens e principalmente as falhas.

Em princípio um programa para traduzir textos de um idioma para outro seria muito simples se bastasse colocar todas as palavras existentes numa língua com a correspondente na outra.

Mas, a coisa não é muito simples, pois existem muitas palavras que podem ter duplos, triplos e até quádruplos sentidos. Assim, a tradução correta para essas palavras depende do modo como elas aparecem num texto, ou seja, no contexto em que ela se encaixam.

Esse é o principal problema que os criadores de tradutores de textos eletrônicos têm de enfrentar. Como analisar a frase para saber o que determinada palavra significa naquele caso.

Um exemplo interessante pode ser dado no caso de “trocadilhos” que às vezes podem dificultar bastante quem vai fazer uma tradução, quando uma mesma palavra tenha duplo sentido.

Num desenho animado, o imediato gritava repetidamente para o comandante de um submarino que se encontrava na superfície:

 

- Sink, sink, sink! Que traduzindo significa “- Afunde, afunde, afunde! (submergir)

 

O comandante respondeu que não era hora de submergir (sink) e nesse momento cai na cabeça do comandante uma “pia de cozinha” que em inglês é justamente “sink”.

 

O imediato não estava avisando o comandante para submergir mas sim que uma pia de cozinha estava caindo na sua cabeça!... Como fazer a tradução de uma cena destas para as crianças é algo de deixar qualquer tradutor louco! Imagine o que não faria um tradutor eletrônico!

Para que o leitor tenha uma ideia do que pode ocorrer quando usamos um tradutor eletrônico, principalmente colocando textos técnicos em que uma tradução convencional é feita, tomamos como exemplo o tradutor “on line” do Google.

O leitor pode acessá-lo em https://translate.google.com.br/

Na figura 1 mostramos a tela de abertura do WorldLingo (http://www.worldlingo.com/) observando as opções de tradução de idiomas. Vamos escolher do inglês para o português e dar um texto técnico como exemplo.

O texto foi retirado de nosso livro publicado nos Estados Unidos, Electronics for the Electrician (Prompt – 2000):

 

“The presence of resistance in an electric circuit is not desirable. Only when electric power must be transformed into heat such as in air heaters, water heaters, and electric showers, are elements present with an electric resistance to the current flow used. Forcing passage through those elements allows the current flow to produce heat"

 

Vocabulário:

Resistance – resistência

Electric circuit – circuito elétrico

Desirable – desejável

Electric power – energia elétrica

Air heater – aquecedores de ar (calefatores)

Water heater – aquecedores de água (calefatores)

Electric showers – chuveiros elétricos

Forcing – forçando

Current flow – fluxo de corrente

 

Veja na mesma figura como ficou a tradução eletrônica do mesmo texto:

 

 

Figura 1
Figura 1

 

 

"a presença da resistência em um circuito elétrico não é desejável. Somente quando o poder elétrico deve ser transformado no calor como em calefatores do ar, calefatores de água, e chuveiros elétricos, são os elementos atuais com uma resistência elétrica ao fluxo atual usado. Forçar a passagem através daqueles elementos permite que o fluxo atual produza o calor "

 

Evidentemente, o leitor que entende de eletrônica já deve ter percebido algumas “mancadas” do tradutor.

 

A primeira é a tradução muito comum que temos de “power” por “força” ou “poder”. O termo “power” quando associado à eletrônica pode significar tanto potência como energia. Assim, a diferença mais patente entre o inglês e o português está no fato de que enquanto eles dizem:

 

Electric power

 

Nos dizemos:

Energia elétrica (e não potência ou força elétrica)

 

A outra falha patente que vemos refere-se a tradução de “current flow” por “fluxo atual” e não “fluxo de corrente”.

Finalmente temos “element presents” sendo traduzido por “elementos atuais”, também uma confusão feita pelo fato de “present” tanto poder significar “presente” como “atual”.

De fato, current também pode ser “atual” mesmo em português quando falamos em “notícia corrente” ou “fato corrente”. Evidentemente, o tradutor não sabe que estamos falando de eletricidade.

Outros pequenos problemas estão relacionados com concordância, assim em lugar de “a presença da resistência” seria muito melhor ter a tradução como “a presença de resistência”. Da mesma forma, em lugar de “transformado no calor”, seria muito melhor “transformado em calor”.

 

Uma tradução muito melhor do texto é claro seria:

 

“A presença de resistência em um circuito elétrico não é desejável. Somente quando a energia elétrica deve ser transformada em calor como em calefatores do ar, calefatores de água, e chuveiros elétricos, estão presentes elementos com uma resistência elétrica ao fluxo de corrente são usados. Forçar a passagem através daqueles elementos permite que o fluxo de corrente produza o calor "

 

Evidentemente, se o leitor fizer uma tradução usando um tradutor como esse, certamente obterá um texto “entendível”, mas não pode repassá-lo com a redução obtida. Deve trabalhar o texto, corrigindo as falhas e eventualmente tirando pequenas dúvidas com um dicionário.

 

Na página http://www.bing.com/translator/ o leitor terá outros tradutores. A tradução mesmo texto do BING ficou como:

 

“A presença de resistência em um circuito elétrico não é desejável. Somente quando a energia elétrica deve ser transformada em calor, como aquecedores de ar, aquecedores de água e chuveiros elétricos, são elementos presentes com uma resistência elétrica para o fluxo de corrente usada. Forçar a passagem através desses elementos permite que o fluxo de corrente produzir calor”

 

Nesse caso, os problemas foram menores que nos anteriores! O leitor pode facilmente perceber isso, sinal que ainda existem melhorias a serem feitas em termos técnicos.

A conclusão que tiramos é que tais tradutores podem ser de grande utilidade nos casos em que o inglês da pessoa interessada seja muito pobre a ponto de ter uma visão geral de seu significado. Uma tradução, mesmo que problemática, pode ajudar a dar uma visão geral do texto, que permita entender seu significa geral. Esse depois pode eventualmente ser “arrumado” para ser entendido de forma perfeita, se assim for necessário.

 

Do Português para o Inglês

Agora vamos inverter a situação, analisando como esses tradutores fazem para transformar um texto em português num texto em inglês com o mesmo significado.

Mais uma vez alertamos o leitor para as dificuldades que envolvem o processo. Palavras que tenham duplo sentido são exemplos que vimos na edição passada, mas existe muito mais além disso.

Mesmo dentro de um mesmo idioma existem os termos regionais e até mesmo os termos que são específicos de países que falam a mesma língua. Já abordamos nessa seção, por exemplo, as não poucas diferenças que existem entre o inglês do Estados Unidos e da Inglaterra em relação ao Inglês da Índia, Austrália e África do Sul.

Meu agente nos Estados Unidos, Jeff Eckert e que também trabalha com a revisão de livros nos Estados Unidos. Certa vez ele comentava que, para trabalhar em textos de autores ingleses ele precisava de um dicionário!

Tamanhas eram as diferenças entre termos técnicos que em alguns casos uma consulta era necessária. Certa vez ele comentou que um texto de um autor inglês, se traduzido “ao pé da letra” para o Inglês do Estados Unidos levava a uma frase cujo sentido era “engravidar um circuito”...

Evidentemente, mesmo em português existem os regionalismos que afetam em alguns até alguns termos técnicos. O leitor deve estar atento a eles.

Notamos essas diferenças quando analisamos livros ou revistas técnicas de eletrônica que tenham sido publicadas em Portugal. As diferenças podem ser bem grandes.

Veremos alguns tradutores online para verter para o inglês o seguinte texto:

 

“Para medir tensões num circuito usamos um instrumento denominado multímetro. O multímetro deve ser ligado em paralelo com o circuito no qual desejamos saber a tensão. Deve-se tomar cuidado para escolher a escala apropriada à ordem de grandeza da tensão medida”

 

Na figura 2 temos então a tela do WorldLingo com o texto escolhido e sua tradução que, forme poderemos analisar não teve resultados tão ruins, considerando-se as limitações técnicas de um programa desse tipo.

 

Figura 2
Figura 2

 

 

A versão do texto para o inglês apresentada pelo WorldLingo ficou como:

 

“To measure tensions in a circuit we use a called instrument multimeter. The multimeter must be on in parallel with the circuit in which we desire to know the tension. Care must be taken to choose the appropriate scale to the order of magnitude of the measured tension”

 

Veja que usamos incluímos o termo “tensão” no nosso texto, da mesma forma que “power” na edição anterior, pelas diferenças de versão e tradução que eles apresentam, quando usados num texto técnico.

 

 

Figura 3
Figura 3

 

 

Na figura 3 temos o resultado com o Free Translation da SDL International (www.freetranslation.com). O texto completo ficou:

 

“To measure voltages in a circuit we used an instrument called multimeter. The meter should be connected in parallel with the circuit on which we want to know the voltage. Care should be taken to choose the appropriate scale to the order of magnitude of the measured voltage”

 

Para o tradutor do Google ficou assim:

“To measure voltages in a circuit we use a tool called multimeter. The meter must be connected in parallel with the circuit on which we want to know the voltage. One should take care to choose the appropriate scale to the magnitude of the measured voltage”

 

O comentário inicial que temos a fazer nessas versões é que em todos os casos “tensão” foi vertido para “tension” quando sabemos que em inglês técnico utiliza-se muito mais o termo “voltage”.

O segundo ponto a ser observado está no modo como “ligado em paralelo” foi vertido. Nos programas foi colocado de uma forma não muito próprio. A versão “placed in parallel” ou “wired in parallel” seria muito mais apropriada.

Outro ponto é a versão de “um instrumento denominado multímetro” que apenas no Google tivemos uma forma apropriada “a tool called multimeter”, enquanto que nos outros tivemos a estranha forma “a called instrument multimeter”.

A conclusão que tiramos novamente é que um tradutor desse tipo pode eventual ser chamado para fazer um “trabalho inicial” de versão que depois deve ser devidamente analisado e modificado para se chegar à forma final de um documento.

Nunca devemos confiar cegamente nos tradutores, principalmente em se tratando do uso de termos técnicos. Também observamos que existem diversos dicionários “on line” que podem ajudar muito quando a dúvida é apenas uma determinada palavra. Esses próprios tradutores fazem também esse trabalho.

Assim, para ajudar nas suas versões e traduções você pode manter o endereço dos sites que demos nesses dois artigos, mas não confie totalmente neles.

 


Aparência
Não convém julgar as pessoas pela aparência. (Il ne fault juger les gens sur lapparence.)
La Fontaine (1621 - 1693) - Fábulas - Ver mais frases

Instituto Newton C Braga - 2014 - Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site
Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)