O Site do Hardware Livre - OSHW

Reparações Domésticas com a Lâmpada Neon (EL056)

Um simples componente com um resistor limitador e duas pontas de prova pode realizar milagres na descoberta de problemas de uma instalação elétrica. Todo eletricista deve conhecer a lâmpada neon e, mais que isso, possui uma e saber como utilizá-la. Para os que não tem uma lâmpada de teste pronta e deseja montar um e aprender a usá-la, este artigo é indispensável.

A lâmpada neon de prova pode ser comparada pronta ou montada com facilidade a um custo muito baixo.

No entanto, qualquer que seja a origem de sua lâmpada de prova, um fato é importante: saber usá-la numa instalação elétrica é algo que todo eletricista precisa.

Se você quer montar sua lâmpada de prova em lugar de comprar uma pronta, que é vendida até em supermercados como mostra a foto, vamos começar do princípio.

 

A lâmpada neon de teste
A lâmpada neon de teste

 

Uma lâmpada neon consiste num pequeno bulbo de vidro cheio do gás inerte neon e mais dois eletrodos de metal, conforme mostra a figura 1.

 

Figura 1 – A lâmpada neon
Figura 1 – A lâmpada neon

 

Quando uma tensão de 70 a 80 V é aplicada a esta lâmpada, o gás ioniza-se, torna-se condutor e a lâmpada emite uma fraca luz alaranjada.

A lâmpada neon é um dispositivo de baixa corrente, exigindo microampères para acender, o que significa uma grande sensibilidade na detecção de tensões acima de 80 V.

Para evitar que ela queime, se ligada diretamente à rede de energia ou em fontes de tensões mais altas, devemos ligar em série um resistor de valor muito alto, conforme mostra a figura 2.

 

Figura 2 – Usando a lâmpada
Figura 2 – Usando a lâmpada

 

O resultado desta configuração é um sensível dispositivo capaz de detectar a presença de tensões acima de 80 V, quer sejam elas alternadas ou continuas.

Até mesmo a tensão de fuga que escapa de aparelhos que tenham problemas de isolamento pode ser detectada pela lâmpada neon, graças à sua sensibilidade.

Se quisermos montar nossa lâmpada de prova não precisamos mais do que uma lâmpada neon, um resistor e dois fios com pontas de prova, conforme mostra a figura 3.

 

Figura 3 – Montando a lâmpada
Figura 3 – Montando a lâmpada

 

Basta instalá-la no interior de um tubinho de papelão ou plástico com uma abertura que permita ver quando ela acende.

 

Usos

A primeira utilidade do dispositivo é verificar a presença de tensa numa tomada, chave ou ainda num soquete de uma lâmpada.

Basta encostar as pontas de prova nos locais e se a lâmpada neon acender, temos a constatação de que existe uma tensão de 110 V ou 220 V, conforme mostra a figura 4.

 

Figura 4 – Verificando se existe tensão
Figura 4 – Verificando se existe tensão

 

Se a lâmpada não acender, evidentemente não teremos tensão no local testado.

Acione o interruptor, se estiver testando lâmpadas em seu suporte.

Um teste simples de continuidade de um circuito com uma lâmpada (ou ainda de seu estado), sem precisarmos subir numa escala para retirá-la do soquete, é mostrado na figura 5.

 

Figura 5 – Testando uma lâmpada
Figura 5 – Testando uma lâmpada

 

Se a lâmpada acender em uma das posições do interruptor, então ele está em bom estado.

Se não acender em nenhuma posição, a lâmpada está queimada.

Se ao abrirmos a chave, a lâmpada neon acender, é sinal de que existe continuidade no circuito da lâmpada e que, portanto, ela está em bom estado.

O problema poderá estar na chave quando ela for fechada e a lâmpada continuar acesa, indicando que o circuito não foi fechado.

Na figura 6 mostramos um modo de verificar se fusíveis estão bons sem a necessidade de retirá-los de seus suportes numa chave geral de energia.

 

Figura 6 – Testando fusíveis no suporte
Figura 6 – Testando fusíveis no suporte

 

Se a lâmpada acender, o fusível correspondente estará aberto.

Na figura 7 temos um modo de se verificar se um cabo de alimentação de um eletrodoméstico está com interrupções internas (muito comum em ferros de passar).

 

Figura 7- testando cabo de eletrodoméstico
Figura 7- testando cabo de eletrodoméstico

 

A lâmpada neon deve acender se o fio estiver em boas condições.

Um teste importante para a segurança de um eletrodoméstico é o do isolamento da carcaça.

Se houver uma conexão acidental interna ou fuga forte de algum fio de alimentação e a carga, ocorre o perigo de que quem tocar no aparelho levar um forte choque.

Ligando o aparelho e encostando a lâmpada neon da forma indicada na figura 8 poderemos testar o isolamento da carcaça ou chassi.

 

Figura 8 – Testando curto com a carcaça ou chassi
Figura 8 – Testando curto com a carcaça ou chassi

 

Nas duas posições da tomada de alimentação,a lâmpada neon não deve acender.

No caso de ferros de passar, se a lâmpada acender fracamente isso indicará a presença de umidade interna com fugas para a carcaça, que também podem causar pequenos choques.

A rede de alimentação tem dos condutores ligados à terra, conforme mostra a figura 9.

 

Figura 9 – Terra e fase
Figura 9 – Terra e fase

 

É o pólo vivo ou fase que, se tocado causa choques.

O pólo neutro ou terra, se tocado não causa choques e pode em alguns casos ser usado para aterramentos de aparelhos.

A identificação do pólo neutro é feita da forma indicada na figura 10.

 

Figura 10 – Identificando o pólo neutro
Figura 10 – Identificando o pólo neutro

 

Segurando entre os dedos um dos pólos tocamos nos outros com a outra ponta de prova.

Tocando no pólo vivo a lâmpada acende, e tocando no pólo neutro a lâmpada neon permanece apagada.

Veja que não há perigo em segurarmos o pólo da lâmpada entre os dedos, pois normalmente o resistor limitador em seu interior é elevado o bastante para limitar a corrente a um valor tão baixo que não causa choques.

Na prática se usar uma lâmpada comparada pronta é bom ter certeza de que o resistor interno tem mais de 150k, para não levar nenhum choque ao usar o aparelho desta maneira, conforme mostra a figura11.

 

Figura 11 – Não há choque, pois a corrente é muito baixa
Figura 11 – Não há choque, pois a corrente é muito baixa

 

Veja, entretanto, que para tenhamos segurança a montagem deve ser perfeita.

Provadores seguros são vendidos a preços muito baixos em casas de materiais elétricos , eletrônicos e até supermercados, alguns contendo também indicadores LEDs para medidas adicionais em baixas tensões.

O provador também pode ser usado em fontes de alimentação de aparelhos eletroeletrônicos como televisores analógicos e monitores de vídeo antigos.

Na figura 12 mostramos como o provador pode ser usado para verificar se uma fonte de televisor está boa e se o capacitor C1 está retendo a sua carga.

 

Figura 12 – Analisando uma fonte de alta tensão
Figura 12 – Analisando uma fonte de alta tensão

 

Com a ajuda de um diodo 1N4004 ou 1B4007 podemos carregar capacitores com tensões acima de 200 V se a rede for de 110 V e 400 V se a rede for de 220 v, para testar seu estado, conforme mostra a figura 13.

 

Figura 13 – Testando capacitores
Figura 13 – Testando capacitores

 

Carregamos o capacitor (observando a polaridade, se for eletrolítico) e ligamos a lâmpada neon.

Ela deve acender e ficar tanto tempo mais acesa quanto maior for a capacitância do componente em teste.

Para um capacitor de 8 µF, por exemplo, ela deve ficar entre 10 e 20 segundos acesa, se ele estiver em bom estado.

 

Voltímetro 110/220 V

Em muitas localidades temos tensões de 110 V e 220 V disponíveis numa mesma instalação.

Nelas é importante saber se uma tomada em que vamos ligar algum tipo de aparelho, a tensão disponível é uma ou outra.

A lâmpada neon pode ser de grande utilidade no circuito de voltímetro simples mostrado na figura 14.

 

Figura 14 – Voltímetro neon
Figura 14 – Voltímetro neon

 

Se uma das lâmpadas acender isso indica que a tensão disponível no local em prova é de 110 V.

Se as duas lâmpadas acenderem, a tensão disponível é de 220 V.

O instrumento é muito compacto podendo ser levado no bolso.

Instrumentos deste tipo também podem ser encontrados em casas de material elétrico e eletrônico.

 

Monitor Remoto

Se o leitor tem em sua casa algum dispositivo elétrico de acionamento remoto como, por exemplo, uma bomba d´água ou ainda uma luz de jardim, a colocação de um monitor junto ao interruptor de acionamento pode ser de grande utilidade.

Com a marcação de ligado-desligado no interruptor, o leitor não precisa se deslocar até o aparelho para saber como ele está.

Basta olhar para o interruptor observando a indicação da lâmpada neon, conforme mostra a figura 15.

 

Figura 15 – Indicador de acionamento
Figura 15 – Indicador de acionamento

 

 

Conclusão

Uma das grandes vantagens da lâmpada neon é seu baixíssimo consumo, quase nulo.

São frações de milésimos de watt que não afetam o consumo de energia, mesmo que ela seja usada em grandes quantidades.

Além disso, temos sua grande utilidade e baixo custo.

No nosso site temos dezenas de artigos que fazem uso de lâmpadas neon como componente principal.

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

As Atividades do Momento (OP193)

Tivemos duas semanas cheias com lançamentos de livros, eventos, entrevistas e encontros importantes que certamente reverterão em benefícios para aqueles que nos acompanham, tanto no nosso site como em nosso canal de vídeo. Começamos pela entrevista dada ao Luis Carlos Burgos do site Burgos Eletrônica em que falamos um pouco de nossa vida profissional e de nossas pretensões para o futuro.

Leia mais...

Casa
A casa de um homem é o seu castelo. (A mans house is his castle.)
Edward Coke (1532 1634) Terceiro Instituto - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)