Repelente ultrassônico (ART481)

Este interessante artigo,descrevendo projeto fácil de montar e utilizando componentes atuais, já tem algum tempo, mas é perfeitamente atual. Sua utilidade, para os que moram em locais com muitos mosquitos, pernilongos e muriçocas é patente. Recomendo.

Introdução
Ultrassons não podem ser ouvidos pelos humanos mas incomodam pequenos roedores e até mesmo aves que se afastam do local de sua emissão. Instalando um oscilador ultrassônico num silo, despensa, armário de mantimentos ou outro local que esteja sujeito ao ataque de roedores podemos mantê-los longe sem a necessidade de usar produtos químicos perigosos ou armadilhas.

Animais como ratos, ratazanas, e mesmo pequenas aves são incomodados pela emissão de sinais ultrassônicos de boa potência.

Em muitos países, e mesmo no nosso, repelentes ultrassônicos são instalados em silos para manter estes animais longe. Veja os anúncios dos cadernos agrícolas dos principais jornais para comprovar isso.

O simples circuito que descrevemos serve para pequenos ambientes podendo ser instalado numa despensa, armário de mantimentos ou mesmo num local em que se guarde algum tipo de cereal ou produto que possa ser atacado por roedores.

Colocado junto a latas de lixo ele também pode ajudar a manter cães vadios e gatos longe, evitando o derramento da sujeira ou ainda que os sacos plásticos sejam rasgados.

O circuito produz um sinal de boa potência na faixa de 18 kHz a 25 kHz e pode ser mantido ligado permanentemente já que é alimentado pela rede de energia.

O consumo de energia estará entre 2 e 5 watts conforme o transformador usado e o rendimento na emissão de ultrassons é excelente graças ao uso de um tweeter piezoelétrico.

 

CARACTERISTICAS:

* tensão de alimentação: 110/220 V

* freqüência de operação: 18 kHz a 25 kHz

* potência de saída: 2 a 5 W

 

COMO FUNCIONA

Um circuito integrado 555 é ligado na configuração de astável produzindo um sinal cujo ciclo ativo é pequeno, conforme mostra a figura 1.

 

O ciclo ativo pe invertido no transistor para se tornar pequeno.
O ciclo ativo pe invertido no transistor para se tornar pequeno.

 

O ciclo ativo é dado basicamente pela relação de valores entre R1 e R2 e a finalidade de se manter este valor baixo é reduzir o termpo de condução do transistor.

Ficando polarizado apenas nos intervalos em que o pulso tem menor duração o transistor consome menor quantidade energia e asim aquece menos. No entanto, a potência de pico é mantida.

Podemos então usar transistores de média potˆncia PNP como o BD136 ou equivalentes como o BD138 ou mesmo o BD140 que devem ser dotados de um pequeno radiador de calor.

Os sinais do transistor são aplicados diretamente a um tweeter piezoelétrico de alto rendimento.

Se bem que a maioria destes tweeters seja indicado para produzir sons na faixa dos 12 aos 18 kHz muitos deles têm uma boa resposta em frequências que vão além dos 18 kHz, ou seja, acima da faixa audível pelos humanos já na faixa dos ultrassons. Assim podemos usá-los como transdutores ultrassônicos baratos desde que a frequência não vá muito além dos 22 kHz.

A alimentação do circuito é f'eita por um transformador de 12 V com uma corrente de 500 mA sem a necessidade de regulagem.

Os diodos D1 e D2 retificam a baixa tensão do secundário do transformador enquanto que o capacitor C1 faz a filtragem.

 

MONTAGEM

Na figura 2 temos o diagrama completo do Repelente Ultrassônico.

 

Diagrama completo do repelente.
Diagrama completo do repelente.

 

A disposição dos componentes numa pequena placa de circuito impresso é mostrada na figura 3.

 

Montagem do repelente numa placa de circuito impresso.
Montagem do repelente numa placa de circuito impresso.

 

O transformador tem secundário de 12+12 V com corrente entre 500 mA e 1 A.

O conjunto cabe facilmente numa pequena faixa plástica cujas dimensões são basicamente determinadas pelo tamanho do tweeter.

Em especial recomendamos os tweeters piezoelétricos do tipo "botão" que não têm mais do que 4 cm de diâmetro e proporcionam excelente rendimento na reprodução de sons de altas frequências.

O transistor deve ter uma pequeno radiador de calor que nada mais é do que uma chapinha de metal dobrada em "U" e fixada com um parafuso com porca no corpo do componente.

 

AJUSTE E USO

Para ajustar ligue o aparelho na rede de energia e ajuste P1 até que o som agudo desapareça (fique acima do limite audível).

Depois disso é só instalar e manter o aparelho ligado nos locais em que os roedores podem atacar.

É importante não manter o aparelho ligado em locais em que existam animais domésticos como cães, gatos e mesmo passaros pois eles podem se sentir muito incomodados com o sinal produzido pelo repelente.

Use somente em locais em que estes animais não estejam presentes.

 


Semicondutores:

CI-1 - 555 - circuito integrado, timer

Q1 - BD136 ou equivalente - transistor PNP de média potência

D1, D2 - 1N4002 ou equivalentes - diodos de silício


Resistores: (1/8W, 5%)

R1 - 2,2 k ? (vermelho, vermelho, vermelho)

R2 - 4,7 k ? (amarelo, violeta, vermelho)

R3 - 1k ? (marrom, preto, vermelho)

P1 - 10 k - trim pot


Capacitores:

C1 - 1 000 µF/25 V - eletrolítico

C2 - 2,2 nF ou 2,7 nF - cerâmico


Diversos:

T1 - Transformador com primário de acordo com a rede local e secundário de 12 + 12 V x 500 mA ou mais

TW - 4 ou 8 ? - tweeter piezoelétrico miniatura

Placa de circuito impresso, caixa para montagem, cabo de força, radiador de calor para o transistor, fios, solda, etc.

Artigos Relacionados


Pecar
Os bons odeiam pecar por amor à virtude. (Oderunt peccare boni virtutis amoré.)
Horácio (65 - 8 a.C) - Epístolas - Ver mais frases

Instituto Newton C Braga - 2014 - Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site
Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)