Eliminador de efeito-memória (ART303)

Baterias de Nicad que tenham adquirido o efeito-memória e por isso não mais são usadas podem ser recuperadas com um simples circuito eletrônico. Veja neste artigo como colocar em funcionamento baterias que tenham sido abandonadas por causa deste problema.

 

O efeito-memória que pode aparecer em baterias recarregáveis (Nicad) de telefones sem fio, telefones celulares, e muitos outros aparelhos quer sejam de tipos antigos quer sejam novas mas de marcas pouco recomendáveis é bastante desagradável.

Este efeito consiste no fato de que a bateria "memoriza" a carga adquirida no último processo de carga e não consegue ultrapassá-lo. Se a bateria, uma vez que seja, foi carregada com apenas uma pequena parcela de sua carga total, nas cargas seguintes ela não consegue mais adquirir a carga completa por mais tempo que a deixemos no carregador, conforme mostram as curvas da figura 1.

 

As baterias modernas, principalmente as usadas nos telefones celulares não possuem mais este efeito e podem ser carregadas com facilidade até o máximo em qualquer condição.

Existem também aquelas que podem ser recuperadas se, ao manifestarem o efeito memória, forem descarregadas completamente e depois submetidas a uma carga completa.

A descarga completa pode ser feita com sua ligação a um dispositivo de certo consumo, como por exemplo uma lâmpada incandescente comum, conforme mostra a figura 2.

 

No entanto, para os casos em que este procedimento não resolve existe uma possibilidade interessante que é a base de nosso artigo.

 

 

COMO FUNCIONA

Quando a bateria não consegue mais ultrapassar certo valor de carga o que se pode fazer é forçar por um pequeno intervalo de tempo a passagem de uma corrente intensa através dela, o suficiente para "quebrar" o efeito-memória e a carga prosseguir.

É claro que isso não pode ser feito de modo descontrolado pois uma corrente muito intensa pode danificar a bateria que então ficará irremediavelmente perdida.

Uma possibilidade é a explorada neste artigo e adotada por muitos técnicos: uma descarga de um eletrolítico de alto valor.

Temos então o circuito simples da figura 3 que consiste num "recuperador de baterias com efeito-memória" e que usa pouquíssimos componentes.

 

Quando ligamos o circuito em poucos segundos o capacitor de 2 200 uF se carrega com uma tensão da ordem de 16 volts (pico da tensão de 12 volts do transformador).

Pressionando S1 por um instante este capacitor se descarrega pela bateria "quebrando" a barreira imposta pelo efeito memória.

Para usar basta pressionar o interruptor algumas vezes em intervalos de 3 a 4 segundos (de modo a dar tempo para a carga do capacitor) e depois levar a bateria ao carregador normal.

Não deixe o interruptor pressionado por muito tempo nem utilize o procedimento muitas vezes.

Este procedimento também pode funcionar na recuperação de baterias que já não mais aceitam carga alguma.

É importante também manter o resistor de qualquer maneira no circuito, pois ele limita a corrente na bateria mesmo quando o interruptor é fechado.

 


LISTA DE MATERIAL

 

 

T1 - Transformador com primário de acordo com a rede de energia e secundário de 12V x 500 mA.

D1, D2 - 1N4002 - diodos de silício

S1 - Interruptor de pressão NA

C1 - 2200 uF x 12 V - capacitor eletrolítico

Diversos: ponte de terminais ou placa de circuito impresso, caixa para montagem, cabo de força, fios, solda, etc.

 

 

DATASHEET

Digite o número do componente para localizar o Datasheet

mouser

Como usar este quadro de busca


Homem
O homem é uma fera domesticada por ela prípria.
(Lhommer est une bête féroce par elle-même apprivoisée.) Pierre Reverdy (1889 1960) O Livro do meu Bordo - Ver mais frases

Instituto Newton C Braga - 2014 - Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site
Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)