Recuperando baterias sulfatadas (ART146)

 

Baterias ou acumuladores do tipo chumbo-ácido podem ser úteis mesmo depois de retiradas de carros devido a problemas de sulfatação. Recuperados eles podem ser usados em sistemas de iluminação de emergência, alarmes, camping, sítios e fazendas sem energia. O aparelho que propomos neste artigo pode ajudar na recuperação de alguns desses acumuladores cujos problemas ainda não são irreversíveis.

 

 

As placas de um acumulador tipo chumbo-ácido sulfatam quando este fica sem uso por muito tempo, e por isso é levado a uma descarga completa. Nestas condições, o acumulador não aceita mais carga, e mesmo que ela ocorra em pequena quantidade, se perderá em pouco tempo.

O processo mais usado para recuperar um acumulador que chegou a este ponto consiste em fazer cargas e descargas rápidas durante um certo tempo, de modo que o processo de sulfatação se reverta e as placas voltem às condições normais de funcionamento.

No entanto, a carga e a descarga em ciclos controladas devem ser feitas com cuidado, pois um excesso de corrente pode causar um problema ainda maior que inutilizará por completo a bateria ou o acumulador: as placas se deformam ou mesmo racham.

Com o aparelho que descrevemos neste artigo, os ciclos de carga e descarga rápidas podem ser feitos de modo controlado e automaticamente, permitindo assim a recuperação de acumuladores do tipo usado em carros ou motos, de 12 V. Pequenas alterações no circuito podem fazê-lo trabalhar com acumuladores de outras tensões.

 

Características:

* Tensão de entrada: 110/220 VCA

* Tensão de saída: 13 a 15 VCC

* Corrente de carga: picos de 5 A

* Corrente de descarga: 0,5 A

* Duração do ciclo: 1/60 segundo

 

 

COMO FUNCIONA

Nosso circuito consiste numa fonte de alimentação em que temos um transformador de enrolamento secundário único com uma tensão de 21 Vrms.

A tensão do secundário deste transformador é retificada obtendo-se pulsos de aproximadamente 35 V de pico, que então são aplicados a uma etapa reguladora com dois transistores de potência na configuração Darlington.

A tensão de referência para este circuito é dada por um divisor formado pelo resistor R1 e um diodo zener de 15 a 16 V, que vai determinar a tensão máxima na bateria em recuperação.

P1 determina o ajuste que vai fixar a corrente na bateria em recuperação e que é monitorada pelo amperímetro A.

A bateria é ligada ao circuito de forma a ser carregada, porém recebe apenas os semiciclos positivos retificados por D1, de modo que temos a aplicação de pulsos de curta duração com picos que chegam a 5 A no ajuste máximo, conforme ilustra a figura 1.

 

Entre os semiciclos aplicados na carga, o acumulador se descarrega através do resistor R3 que, em função de seu valor, determina a corrente de descarga.

Valores entre 22 e 27 ohms podem ser usados, fixando a corrente em torno de 500 mA.

O tempo de recuperação de um acumulador depende de seu estado podendo ir de algumas horas até alguns dias.

 

 

MONTAGEM

Na figura 2 apresentamos o diagrama completo do aparelho.

 

Na figura 3 temos a disposição dos componentes numa placa de circuito impresso. Todavia, como são poucos os componentes usados, nada impede que técnicas alternativas de montagem como, por exemplo, "pendurá-los" numa ponte de terminais, sejam usadas.

 

 

Evidentemente, dadas as intensidades das correntes principais, o uso de fios grossos nas ligações é fator importante.

Os resistores R2 e R3 devem ser de fio com pelo menos 5 W de dissipação, enquanto que Z1 é um zener de 1 W com aproximadamente 15 V de tensão (podem ser ligados dois zeners de 400 m/W e 7,5 V em série).

O resistor R1 é de 1/2 W e os dois transistores devem ser dotados de radiadores de calor apropriados.

O diodo D1 de 5 A com 50 V ou mais, e o potenciômetro é comum de carbono.

O amperímetro, para menor custo, pode ser do tipo de ferro, móvel, que embora tenha menos precisão, serve perfeitamente para a aplicação em questão.

O transformador deve ter um enrolamento primário de acordo com a rede local, e para a conexão da bateria em recuperação sugerimos o uso de cabos polarizados contendo garras nas extremidades que serão fixados na ponte de parafusos de saída.

 

 

PROVA E USO

Ligando-se o aparelho e ajustando-se P1, devemos ter uma corrente indicada no instrumento de 500 mA dada a presença de R3.

Com a ligação de um acumulador na saída, estando o mesmo descarregado, a corrente deve subir chegando a picos de 5 A.

Para medir estes picos de corrente não é possível usar com precisão um multímetro, pois ele não indica valores de pico. O ideal é utilizar um osciloscópio. O valor indicado pelo amperímetro é médio.

A tensão na saída deve chegar a um máximo de 13 a 15 V medidos com o multímetro sem carga, ou um pouco mais.

Comprovada a presença de tensão na saída, basta ligar o acumulador sulfatado e deixar o equipamento em ação durante períodos de 6 a 24 horas. Depois disso, coloque o acumulador num carregador normal para verificar se houve a recuperação.

 

 


 

LISTA MATERIAL

Semicondutores:

Q1 - TIP41 ou equivalente - transistor NPN de potência

Q2 - 2N3055 - transistor NPN de potência

D1 - 5 A x 50 V - diodo de silício

Z1 - 15 V - diodo zener de 1 W

Resistores:

R1 - 470 ohms x 1/2 W

R2 - 10 ohms x 10 W - fio

R3 - 27 ohms x 10 W - fio

P1 – 470 ohms - potenciômetro

Diversos:

A - amperímetro 0-10 A

S1 - Interruptor simples

F1 - 2 A - fusível

T1 - Transformador com primário de acordo com a rede local e secundário de 21 V x 5 A

Placa de circuito impresso, radiadores de calor para os transistores, caixa para montagem, cabo de força, suporte de fusível, botão para o potenciômetro, garras e cabo para conexão à bateria (vermelho e preto), fios, solda, etc.

 

 

Artigos Relacionados


Excessos
Os excessos de nossa mocidade são saques sobre nossa velhice, pagáveis com juros trinta anos depois da data. (The excesses o four youth are drafts upon our old age, payable with interest thirty years after date.")
Charles Caleb Colton (Lacon) - Ver mais frases

Instituto Newton C Braga - 2014 - Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site
Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)