O Site do Hardware Livre - OSHW

Código de barras bidimensionais (ART704)

Usamos códigos de barra convencionais praticamente em todas as aplicações em que leitura de informações de produtos ou objetos em trânsito sejam necessárias. Não há supermercado, transportadora, indústria, banco ou outro ramo de negócios que não o use. No entanto, a tecnologia convencional do código de barra unidimensional já está em vias de ser superada por uma tecnologia mais avançada que permite colocar numa simples etiqueta muito mais informações. Veja neste artigo o que é o código de barras bidimensional. Nestarevisão de 2012 tratamos do código de barras bidimensional que já começa a se tornar disponível até mesmo com a leitura em celulares, carregando uma quantidade muito maior de informações.

No código de barras unidimensional tradicional, as informações são cifradas através da largura de espaços e barras, com a leitura ocorrendo num sentido único, conforme estamos acostumados a ver nas etiquetas de produtos, boletos bancários e muito mais. A figura 1 mostra uma codificação convencional em barras deste tipo.

 

Código de barras convencionais.
Código de barras convencionais.

 

No entanto, apesar de sua utilidade, com a capacidade de armazenar dezenas de bits de informações, esse tipo de código tende a ser substituído no futuro por códigos que contenham maior quantidade de informações.

Nesse código, conforme mostra a figura 2, as informações são armazenadas no sentido vertical das barras que são formadas por setores claros e escuros (barras e espaços).

 

Figura 2
Figura 2

 

Assim, em cada barra vertical teremos uma grande quantidade de dados e no conjunto uma simples etiqueta pode armazenar até 1,2 k bytes de informação.

Evidentemente, o equipamento de leitura deve ser muito mais preciso, pois o que temos uma leitura helicoidal, que varre as barras uma a uma, conforme mostra a figura 3.

 

Figura 3
Figura 3

 

Podemos comparar o processo de leitura das informações nos códigos de barra comuns (unidimensionais) à leitura de uma fita de áudio em que a cabeça se desloca linearmente com a leitura de uma fita de videocassete em que a gravação é feita quase que perpendicularmente ao sentido do movimento da fita exigindo uma leitura helicoidal feita por uma cabeça giratória, conforme mostra a figura 4.

 

Figura 4
Figura 4

 

 

Codificações

Da mesma forma que no caso dos códigos unidimensionais existem diversos códigos adotados para a leitura bidimensional. Dentre eles destacamos o PDF417, DataMatrix, MaxiCode, AztecCode, QRCode.

No nosso país, um dos códigos mais adotados é o PDF417 desenvolvido pela Symbol Technologies. Uma das empresas que fornece soluções para a leitura de códigos de barras bidimensionais é a Seal (http://www.seal.com.br). As informações que vamos passar a seguir são baseadas em ampla documentação que esta empresa possui.

 

O PDF417 (Portable Data File)

As vantagens que este tipo de código apresenta em relação aos demais tornam-no um dos usados.

Trata-se de um código de alta densidade com uma resolução mínima de 0,17 mm (6,6 mil) o que permite a geração de etiquetas de dimensões reduzidas contendo grande quantidade de informações. Uma etiquete pode ter apenas 7,6 mm x 25 mm com grande quantidade de informações.

Com esse código pode-se armazenar até 1,2 k bytes de informações de dados alfanuméricos em 8 níveis de segurança. O código pode ser impresso na maioria das impressoras comuns existentes no mercado.

Além disso, é possível inserir fotos, impressos digitais, registros de pessoas, som e identificação num mesmo código.

 

O formato

O código PDF417 é formado por linhas empilhadas a partir de um mínimo de 3 a um máximo de 90, selecionadas durante sua elaboração.

Cada linha da simbologia é formada de guias que indicam o início e o fim de linha, além dos caracteres de informações chamados "codewords". Um Codeword é formado por 4 barras e 4 espaços, resultando uma largura de 17 módulos. O número de codewords ou colunas pode variar entre 1 e 30.

Para o código PDF417 exige-se um checksum com 2 codewords e em cada PDF417 é possível uma correção de erro de até 512 codewords (definidos pelo usuário).

As barras do PDF417 devem ter uma altura mínima equivalente à 3 vezes a largura da barra mais final. Com barras mais altas pode-se ter uma melhor performance na leitura.

Também encontramos neste código as zonas de silêncio, que são áreas livres em torno do código. A zona de silêncio mínima deve ter mais de 10 vezes a largura da barra mais fina. Na figura 5 temos um exemplo de código desse tipo, mostrando os diversos elementos que compõem este código.

 

Figura 5
Figura 5

 

 

Aplicações

A possibilidade de se codificar maior quantidade de informações numa única etiqueta leva o uso do PDF417 a segmentos do mercado que ainda não foram explorados pelos códigos convencionais de barra.

No entanto, quando se fala numa nova tecnologia , logo se encontra a oposição dada pela relação custo/benefício de sua implementação. Para o código PDF417, entretanto, temos pontos importantes que tornam sua implantação vantajosa.

A integração é fácil em sistemas predefinidos e seu custo de implantação é baixo, adaptando-se facilmente com outros sistemas de impressão de outros códigos de barra. Além disso, pode-se ter o banco de dados móvel sem a necessidade de acessos lentos a uma base de dados fixos.

São os seguintes os diversos campos de atividades em que esse código pode ser utilizado:

 

Varejo

No marketing via mala direta pode-se enviar um formulário com as informações do cliente em PDF, facilitando o recebimento das informações sobre qualidade, rapidez do serviço prestado. Desse modo pode-se ter o registro somente dos clientes interessados e que responderam à pesquisa.

Também se pode agregar o recurso EDI (Electronic Data Interchange) backup.

Nas editoras, com a aplicação de PDF é possível efetuar a leitura dos códigos dos livros e ir armazenando no sistema, no final gerando uma única etiqueta contendo todas as informações, em lugar de se utilizar etiquetas separadas para cada livro.

 

Saúde

Com o sistema PDF pode-se fazer o registro de testes de medicamentos restritos, fazer a identificação do paciente com informações importantes contidas numa única etiqueta que pode ser alterada a qualquer momento com a impressão de outra etiqueta contendo novos dados.

 

Indústria

O sistema PDF pode ser usado no controle de processos, na calibração de equipamento, caso em que se pode fazer seu cadastramento com todas as características de funcionamento. Uma etiqueta em PDF pode ser impressa e colocada no próprio instrumento, facilitando assim a verificação de suas condições de funcionamento.

Outras aplicações incluem o controle de qualidade e registro de equipamentos para manutenção. Podem-se identificar todos os defeitos de um equipamento e quando forem realizadas as últimas manutenção através de uma etiqueta fixada no próprio equipamento.

Também neste caso pode-se ser usado o recurso EDI Backup e a verificação na separação e expedição de produtos.

A inserção de dados do produto nas notas fiscais também pode ser feita, facilitando ao cliente fazer o registro do produto com todas suas características.

 

Outras Aplicações

Outras aplicações incluem carteiras de identificação, RG, serviço militar, identificação de registros de carteiras de motorista, logística, documentos oficias, pesquisa científica e muito mais.

Em suma, sempre que houver necessidade de se agregar a um produto, a uma amostra ou a um objeto informações detalhadas sobre suas características, conteúdo ou ainda destino o código de barras dimensional pode ser usado, agregando a facilidade da leitura rápida com a não necessidade de documentos impressos separados que podem ser extraviados e nem sempre fáceis de manusear.

 

Obs: em 2012, quando na revisão deste artigo foi para o site, já existiam até programas na Internet disponíveis para gerar códigos tridimensionais e celulares capazes de lê-los.

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mês de Muito Trabalho (OP197)

   Estamos em setembro de 2018 e continuamos com nosso trabalho, realizando palestras, viagens, escrevendo artigos, livros e muito mais. Em nossas duas últimas palestras, uma na Uninove e a outra na ETEC Albert Einstein, ambas de São Paulo, pudemos constatar de forma bastante acentuada um fato importante , que constantemente salientamos em nosso site desde seu início. 

Leia mais...

Navegar
Navegar é necessário; viver não.
Pompeu (106 48 a.C.) Vida de Plutarco - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)