Substituindo o LM3909 por discretos (ART773)

Escrito por Newton C Braga

O circuito integrado LM3909 da National Semiconductor (Agora Texas Instruments) consiste numa solução extremamente versátil para um flasher de baixa potência alimentado por tensões entre 1,2 e 1,8 V (1 pilhas). No entanto, esse componente nem sempre é fácil de obter e seu custo pode surpreender quem deseja aplicá-lo. Nesse artigo damos uma solução prática para sua substituição por componentes discretos.

 

Na figura 1 temos o circuito equivalente ao LM2909 observando-se o modo como o LED e os componentes externos são ligados.

 


 

Conforme podemos ver, com apenas um resistor e um capacitor externo é possível implementar um oscilador de ultra-baixo consumo capaz de alimentar um LED.

Lembramos que um dos problemas de se alimentar um LED com apenas uma pilha é que os tipos comuns precisam de pelo menos 1,8 V (vermelho) chegando a mais de 2,7 V (verde, azul, branco, etc.).

A idéia básica que damos é montar um circuito com transistores comuns como os BC548 e BC558 que seja equivalente ao LM3909 e assim conseguir alimentar (fazer piscar) LEDs com uma pilha. A solução é dada na figura 2.

 


 

Observe que o circuito discreto é igual ao original, exceto pelo transistor multi-coletor Q2. Isso, entretanto não afeta seu funcionamento.

Na operação normal, para uma taxa de piscadas de 1 por segundo o valor recomendado é de 150 µF. O resistor R1 determina a duração da piscada. No entanto, piscadas mais longas também significam piscadas mais fracas.

Para diminuir o consumo R3 e R4 podem ser aumentado, mas isso diminui a freqüência e tornam as piscadas mais fracas.

Dependendo do ganho dos transistores e das próprias características do LED podem ser necessárias alterações nos demais resistores do circuito. Isso significa que podem ocorrer casos em que os LEDs não são excitados convenientemente.