O Site do Hardware Livre - OSHW

Controle de motor de passo (MEC002)

Os motores de passo são a base de muitos projetos de automação industrial, robótica, mecatrônica e mesmo que envolvem aplicações de eletrônica de consumo. Justifica-se, portanto a procura por este tipo de circuito que pode aparecer com as mais diversas variações dependendo de fatores como o tipo de motor controlado, potência, etc. O circuito que apresentamos se aplica a motores com correntes de até 1 A aproximadamente, alimentação de 12 V e é controlado por circuitos integrados CMOS.

Apresentamos mais uma das muitas configurações possíveis para o controle de um motor de passo utilizando componentes comuns.   Com este circuito podem ser controlados motores de até uns 500 mA com os transistores BD135, de até 1 A com transistores TIP31 mas o circuito também aceita Power MOSFETs com a capacidade de trabalhar com correntes ainda maiores.

Na versão básica prevemos a utilização de uma chave para determinar o sentido do passo e uma entrada de pulsos que vai determinar tanto o número de passos como a velocidade se for ligado um oscilador.

 

COMO FUNCIONA

Dois flip-flops do circuito integrado CMOS 4027 controlam os dois enrolamentos com derivação do motor de modo que funcionando em conjunto a sequência de excitação necessária ao movimento seja obtida.

As duas saídas dos dois flip-flops (Q e Q/) são ligadas às bases de transistores NPN de potência de modo a saturá-los quando se encontrarem no nível alto.

Os transistores devem ter um ganho razoável para permitir a excitação do motor mesmo com as baixas correntes de saída. Sugerimos o uso dos BD135, mas existe a possibilidade de transistores de maior potência serem usados e se forem de baixo ganho pode-se adotar uma etapa Darlington de excitação conforme a mostrada na figura 1 ou mesmo utilizar-se Darlingtons de potência NPN como os TIP140 e outros.

 

Em paralelo com os enrolamentos dos motores de passo são ligados de diodo para proteger os transistores na comutação, quando devido à carga indutiva pulsos de alta tensão podem ser gerados. Os flip-flops são excitados por uma configuração lógica que tem por base quatro portas Or-Exclusive (OU Exclusivo) CMOS constante do circuito integrado 4070.

 

A ligação destas portas tanto determina a sequência de excitação dos flip-flops quanto o sentido de rotação do motor quando ele recebe pulsos sequenciais.

O circuito é alimentado com uma tensão de 12 V, mas ele deve funcionar bem com tensões na faixa de 6 a 15 V.

 

 

MONTAGEM

Na figura 2 temos o diagrama completo do controle de motor de passo que eventualmente pode ser utilizado em conjunto com outros circuitos digitais.

A montagem numa placa de circuito impresso é mostrada na figura 3.

 

Os transistores de potência devem ser montados em radiadores de calor apropriados, de acordo com a corrente drenada pelo motor. Observamos que a pinagem dos TIP é diferente dos BD conforme mostra a figura 4.

As trilhas para as correntes mais intensas do motor de passo devem ser mais larga. Sugerimos que se deixe pelo menos 1 mm de largura para cada ampere de corrente. Será importante desacoplar a fonte caso ela alimente ao mesmo tempo o motor e as etapas de saída além dos integrados com os capacitores colocados os mais próximos possíveis dos circuitos integrados.

Para o caso de uso de fontes separadas o polo negativo deve ser comum.

A chave S1 pode ser substituída por um sinal lógico de algum circuito externo de controle.

 

 

PROVA E USO

Basta alimentar o circuito e ligar na entrada um oscilador lento ou mesmo uma chave pulsadora. Na figura 5 damos um exemplo de um circuito pulsador que pode ser usado para fazer o motor rodar numa velocidade que depende do ajuste de P1.

 

A cada pulso aplicado na entrada o motor deve avançar um passo na direção determinada pela posição da chave S1. Comprovado o funcionamento é só utilizar o aparelho na aplicação desejada. Observamos que motores de passo podem ser obtidos com facilidade de diversos tipos de dispositivos como por exemplo impressoras, drives de disquetes, scanners e muitos outros periféricos de computadores fora de uso. Em São Paulo, na região do comércio de eletrônica da Rua Santa Ifigênia existem muitas lojas que vendem motores de passo a baixo custo.

 


 

LISTA DE MATERIAL

Semicondutores:

CI-1 - 4070 - 4 portas Ex-Or CMOS

CI-2 - 4027 - 2 flip-flops CMOS

Q1 a Q4 - BD135 ou equivalentes - transistores NPN de média potência - ver texto

D1 a D4 - 1N4002 ou equivalentes - qualquer diodo de uso geral

Resistores: (1/8 W, 5%)

R1 a R4 - 1 k ohms

 

Capacitores:

C1 - 100 nF - poliéster

C2 - 1000 uF/16 V - eletrolítico

 

Diversos:

S1 - Chave de 12 pólo x 2 posições

M1 - Motor de passo de 6 fios

Placa de circuito impresso, radiadores de calor para os transistores, fios, solda, oscilador para teste, fonte de alimentação, etc.

 

 

Artigos Relacionados

BUSCAR DATASHEET


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

Opinião

Eventos e palestras pela frente (OP179)

Continuamos acelerando com nossas atividades participando de eventos, palestras e sempre colocando novas matérias no site. No próximo dia 12 estaremos embarcando para Natal, onde participaremos da Campus Party proferindo palestra. Também estaremos participando de eventos em São Carlos entre 7 e 11 de maio e para neste intervalos visitas e encontros importantes.

Leia mais...

Dúvida
Pois a dúvida agrada-me não menos que o saber. (Che non men che saver, dubbiar maggrata.)
Dante (1265 1321) - Inferno - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)