O Site do Hardware Livre - OSHW

LDR (ALM332)

Os LDRs (Light Dependent Resistors) são componentes sensíveis à luz, ou seja, dispositivos eletrônicos que podem agir sobre um circuito em função da luz incidente numa superfície sensível dos mesmos.

Os LDRs não devem ser confundidos com as foto-células. Enquanto os LDRs são resistores, cuja resistência depende da intensidade de luz que incide nos mesmos, não fornecendo portanto energia alguma, as foto-células convertem energia luminosa (radiante) em energia elétrica.

Por suas características e baixo custo, entretanto, os LDRs podem ser usados em substituição às foto-células em uma infinidade de aplicações práticas.

Na figura 1 temos o símbolo usado para representar um LDR e os aspectos mais comuns com que podem ser encontrados esses componentes.

 


 

 

Na figura 2 temos a curva característica de um LDR por onde pode ser observado que a resistência muito alta deste componente no escuro, da ordem de muitos megΩ, se reduz a algumas dezenas ou centenas de Ω quando ele é iluminado diretamente.

 


 

 

Assim, se ligarmos em série com um LDR uma fonte de energia (pilha) e um amperímetro, veremos que a corrente circulante pelo circuito dependerá da quantidade de luz que incide no LDR.

Quando a luz for intensa a corrente será maior. Ligando um relê ao circuito, conforme mostra a figura 3 pode-se fazer seu controle por meio de um feixe de luz.

 


 

 

Nas aplicações práticas, conforme veremos, de modo a aumentar o rendimento do LDR já que a corrente máxima que pode nele circular é limitada a algumas dezenas de miliampères para os tipos comuns, são usados circuitos amplificadores com um ou mais transistores.

Assim, podemos disparar um relê quando a luz incide no LDR fazendo o mesmo controlar a corrente direta de base de um transistor, conforme mostra a figura 4 e podemos disparar o mesmo relê quando a luz é cortada, controlando a corrente que polariza inversamente a base do transistor, conforme mostra a figura 5.

 


 

 


 

 

O relê usado deve ser de tipo sensível com tensão entre 6 e 9V e sensibilidade para disparar com correntes de 10 à 100 mA. O princípio de funcionamento de um LDR é o seguinte:

A superfície sensível deste componente é formada por uma substância denominada Arsenieto de Gálio (GaAs) a qual apresenta a propriedade de alterar a sua resistência em função da luz incidente.

O que ocorre é que os fótons ( "partículas " de luz) incidentes no material conseguem liberar elétrons do material aumentando ou diminuindo sua resistividade. Com maior quantidade de elétrons livres o material apresentará menor resistência e vice-versa.

A variação da resistência obtida com diferentes graus de iluminação e a corrente máxima que pode suportar o componente depende da superfície de contacto com os eletrodos do material, e também da área exposta do mesmo à luz.

Assim, na construção de um LDR, conforme mostra a figura 6 o que se faz é utilizar dois eletrodos em forma de "pente" que se inter-penetram obtendo-se com isso uma grande superfície de contacto com o material foto-sensível.

 


 

 

Os LDRs comuns tem uma sensibilidade que se aproxima de certo modo a sensibilidade do olho humano no que se refere às diferentes cores, com a diferença que estes podem alcançar um pouco mais a faixa do infra-vermelho.

Com relação à velocidade de operação os LDRs são relativamente lentos em função de outros dispositivos foto-sensíveis não podendo operar em frequências maiores que alguns quilohertz.

 

Temas Abordados:

* CdS

* Foto-Resistores

* Células de Sulfeto de Cádmio

 

Ver Também:

* Efeito fotoelétrico

* Sensores

* Luz

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Depois do Carnaval (OP188)

Dizem que as coisas em nosso país só começam a andar depois do carnaval. Pode ser para alguns, mas para nós, elas continuam como sempre: andando antes do carnal, no carnaval e depois do carnaval. De fato, continuamos a trabalhar nesses dois períodos no mesmo ritmo de sempre criando coisas novas que todos os dias entram tanto em nosso site em português, como em suas versões em espanhol e em inglês.

Leia mais...

Liberdade
A liberdade é o direito de se fazer tudo que as leis permitem. (La liberte est le droit de faire tout ce qui les lois permetent.)
Montesquieu (1689 0 1755) O Espírito das Leis. - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)