O Site do Hardware Livre - OSHW

Provando circuitos e aparelhos (EL078)

A prova de circuitos, aparelhos e dispositivos elétricos pode ser feita com facilidade usando principalmente a lâmpada de prova.

Esta lâmpada de prova nada mais é do que uma lâmpada comum de 40 ou 60 W (*) ligada à rede local e dotada de duas pontas, conforme mostra a figura 1.

EL022S

 


 

 

 

Nota: As lâmpadas incandescentes de 60 W não mais são fabricadas atualmente.

 

Este aparelho permite provar diversos tipos de aparelhos e dispositivos elétricos da seguinte forma:

 

a) Interruptores:

Para verificar se um interruptor está bom, basta encostar as pontas de prova em seus terminais, e aciona-lo. O interruptor deve controlar a lâmpada apagando-a e acendendo-a.

 

IMPORTANTE: todas as provas devem ser feitas com os aparelhos ou dispositivos desligados da alimentação. Só a lâmpada de prova deve estar ligada.

 

b) Fusíveis:

De fato, fusíveis que aparentemente podem estar bons, na verdade estão interrompidos. E muito comum a queima do fusível ser tal que apenas a parte inferior do fio se solta da base, dando a impressão, para quem olha por cima, que ele está bom, conforme mostra a figura 2.

Nota: este tipo de fusível já não é mais usado atualmente, podendo ser encontrado apenas em instalações muito antigas.

 

Figura 2
Figura 2

 

A prova é feita da Seguinte maneira: encostando-se as pontas de prova nos terminais do fusível, a lâmpada deve acender, se ele estiver bom.

 

c) Lâmpadas:

Basta encostar as pontas de prova nos terminais da lâmpada. O brilho da lâmpada de prova e da lâmpada testada estarão na proporção inversa de suas potências, o que quer dizer que a mais forte acende com menor brilho e vice-versa.

Se a lâmpada estiver queimada, evidentemente, nenhuma das duas acende.

 

d) Prova de fios:

Suspeitando que um fio está interrompido (pode acontecer por dentro, principalmente os cabos de alimentação de ferros de passar roupa), basta encostar as. pontas de prova nos seus extremos. A lâmpada deve acender.

Veja que a prova deve ser feita par-a-par, se o condutor for duplo, o que quer dizer que, somente quando encostamos as pontas de prova nos extremos do mesmo condutor é que a lâmpada acende.

 

e) Prova de eletrodomésticos com motores:

Eletrodomésticos que possuem motores tais como batedeiras de bolos, liquidificadores, espremedores de frutas, etc., podem ser provados da seguinte forma:

Encostamos as pontas de prova nos pinos de suas tomadas, mantendo seus interruptores na posição de “ligado”. Se a lâmpada acender, isso indica continuidade do motor, e se não acender indica interrupção.

No segundo caso, já teremos chegado a uma conclusão. O fio do motor pode estar interrompido, podem ocorrer problemas de escova ou o próprio interruptor pode estar com defeito.

No segundo caso, entretanto, se a lâmpada acender com seu brilho total, sem nenhuma redução, isso pode indicar que a bobina do motor se encontra em curto.

O aparelho não deve ser ligado diretamente à rede pois pode ocorrer excesso de corrente que culminará por queima-lo de modo definitivo.

 

f) Prova de eletrodomésticos com resistências:

As resistências que denominamos são assim impropriamente chamadas, já que na verdade são “elementos de aquecimento”. Estes elementos podem interromper-se, quando então o aparelho deixa de funcionar.

Com a lâmpada de prova, podemos facilmente encontrar estas interrupções.

Basta encostar as pontas de prova nos terminais do elemento de aquecimento, ou ainda os pinos de sua tomada. A lâmpada deve acender com tanto mais brilho quanto maior for a potência do aparelho em teste. Se a lâmpada não acender é sinal que o elemento se encontra interrompido, devendo, portanto, ser substituído.

 

g) Prova de transformadores:

Os transformadores elevadores de tensão (110 para 220 V) ou abaixadores (220 V para 110 V) podem ser provados da seguinte maneira:

Encoste as pontas de prova, primeiro nos terminais de entrada e depois nos terminais de saída.

Em ambos os casos a lâmpada deve acender com brilho abaixo do normal. Se a lâmpada não acender numa das provas é porque o enrolamento correspondente se encontra interrompido.

 

h) Prova de reatores:

Os reatores de lâmpadas fluorescentes podem ser provados, bastando para isso, que se encoste os terminais da lâmpada de prova nos seus terminais de acordo com cada bobina, conforme os desenhos em seus invólucros. Em cada bobina deve haver continuidade e a lâmpada deve acender com brilho abaixo do normal. Um brilho acima do normal indica um reator em curto.

Se a lâmpada não acender, o reator está com sua bobina interrompida.

 

OBS.: este tipo de provador não serve para testar lâmpadas do tipo fluorescente de qualquer potência.

 

 

BUSCAR DATASHEET

 


N° do componente 

(Como usar este quadro de busca)

 

Opinião

Mês de Muito Trabalho (OP197)

   Estamos em setembro de 2018 e continuamos com nosso trabalho, realizando palestras, viagens, escrevendo artigos, livros e muito mais. Em nossas duas últimas palestras, uma na Uninove e a outra na ETEC Albert Einstein, ambas de São Paulo, pudemos constatar de forma bastante acentuada um fato importante , que constantemente salientamos em nosso site desde seu início. 

Leia mais...

Ser e Parecer
Todos vêem o que pareces, poucos sentem o que és. (Ognum vede quel Che tu pari, pochi sentono quel Che tu est.)
Maquiavel (1469 - 1527) - O Príncipe - Ver mais frases


Instituto Newton C Braga
Entre em contato - Como Anunciar - Políticas do Site

Apoio Social
Lions Clube de Guarulhos Sul SOS Mater Amabilis
Advertise in Brazil
If your business is Electronics, components or devices, this site is the correct place to insert your advertisement (see more)